TELEFONE E WHATSAPP 9 8266 8541 | Quem Somos | Anuncie Já | Fale Conosco              
sitedagranja
| Newsletter

ASSINE NOSSA
NEWSLETTER

ASSINAR

| Anuncie Aqui
Voltar

02/10/2020

Acolher é se importar!

Práticas de acolhimento no Colégio Rio Branco


As primeiras semanas de aula são de extrema importância para que os vínculos entre escola e família, professores e alunos, sejam estabelecidos. É quando os primeiros traços do grupo começam a ser delineados. 

Esse início poderá determinar como as relações se darão durante todo o ano letivo, por isso, três pontos são fundamentais para que uma boa relação se estabeleça.

É importante que a escola esteja estruturada com a quantidade de educadores necessários para atender às especificidades de cada faixa etária; que possua uma rotina flexível para que as necessidades individuais e coletivas possam ser atendidas; que a elaboração de atividades que promovam a interação do grupo, a exploração dos espaços e dos brinquedos também seja valorizada – em especial – em ambientes externos.

Aos professores, há sempre a necessidade de uma escuta empática para acolher os dizeres de seus alunos. Um olhar atento do educador para aquilo que está implícito nas brincadeiras, nos gestos e nos olhares das crianças pode contribuir para que o aluno se sinta visto e reconhecido como parte importante do todo.

Às famílias, é significativo que confiem e acompanhem todo esse processo com carinho, segurança e tranquilidade de que fizeram a melhor escolha para seus filhos.

E assim, de forma leve e fluida, valorizando as singularidades e a importância de cada um, o grupo se define e o acolhimento se materializa de forma saudável.


Brincando a gente se entende

No Colégio Rio Branco, entre as práticas de acolhimento do Período Integral Modular Bilíngue, está a atividade chamada “língua solta”, na qual vários temas são apresentados para que as crianças possam discorrer sobre eles. São temáticas que estimulam a criança a criar e sonhar. Dentre elas estão, por exemplo: “se a sua família fosse uma banda, quem tocaria qual instrumento?”, “se você pudesse trocar as cores das coisas do mundo, quais cores você trocaria?”, ou ainda, “se você pudesse escolher um alimento para comer todos os dias, qual seria?”. A ideia é falar sobre si. É contar um pouco sobre como você vê o mundo e, assim, permitir que os amigos lhe conheçam melhor. Outra dinâmica expressiva nos grupos, na qual a acolhida também é bastante perceptível, são as rodas de “cantoria”, fazendo uso de diferentes recursos como flash cards, fantoches e instrumentos.

Já as conversas individuais em diferentes momentos do dia, em especial quando a criança está brincando e o educador entra aos poucos, faz uma provocação interativa, oferece um objeto para enriquecer a brincadeira, faz um elogio ou oferece um abraço, também são muito significativas, pois são momentos que fazem com que a criança se sinta vista, importante e, principalmente, se sinta acolhida.

Por Renata Cardinali do Nascimento
Pedagoga e professora bilíngue da Educação Infantil,
Unidade Granja Vianna do Colégio Rio Branco

Rio Branco

Mantido pela Fundação de Rotarianos de São Paulo, o Colégio Rio Branco tem uma proposta pedagógica que entende a educação como uma construção constante. O aluno é motivado a assumir atitude de compromisso com o seu desenvolvimento pessoal, participando de seu processo de aprendizagem e interagindo, de forma responsável, na coletividade. Atento às demandas do mundo contemporâneo, o Colégio Rio Branco constrói seu projeto pedagógico sobre o binômio acolher e educar crianças e jovens, que devem ser trabalhados em suas dimensões intelectual, social, emocional, expressiva, cultural e interacional. Seu trabalho é alicerçado nas diretrizes da Unesco: aprender a conhecer, aprender a fazer, aprender a conviver e aprender a ser.


Unidade Granja Vianna

Rod. Raposo Tavares, 7.200 (km 24)

Cep 06709-015 - Cotia - SP

Tel.: WhatsApp: (11) 99897-6808


 

Pesquisar




X



















© SITE DA GRANJA. TELEFONE E WHATSAPP 9 8266 8541 INFO@GRANJAVIANA.COM.BR