TELEFONE E WHATSAPP 9 8266 8541 | Quem Somos | Anuncie Já | Fale Conosco              
sitedagranja
| booked.net | Newsletter

ASSINE NOSSA
NEWSLETTER

ASSINAR

| Anuncie Aqui

Varal Com Texto Voltar

29/06/2006

A extravagância pode ser chique


Ousadia é a palavra certa para descrever a forma como o estilista italiano Gianni Versace sempre pautou suas criações. Seu estilo encontrou nos extravagantes anos 80 o ambiente perfeito para ser um grande sucesso na moda. Brilho, estampas coloridas e sensualidade são algumas das características marcantes do universo Versace.

Nascido em Reggio, na Calábria, em 1946, ele começou a se interessar pelo ofício de costureira da mãe ainda muito cedo. Em 1978, aos 22 anos, abriu sua primeira loja exclusiva e já havia trabalhado para estilistas e marcas conhecidos, como a Complice. Durante a década de 80, fez figurino para peças de teatro, óperas e shows. Inclusive, suas criações sempre vestiram artistas e celebridades, como Mick Jagger, Elton John e Madonna.

Além disso, foi Gianni Versace quem ajudou a criar a figura da top model. Supermodelos, como Claudia Schiffer, Linda Evangelista e Cindy Crawford, símbolos de beleza dos anos 80, foram criações do estilista. Inspirado na história e nas artes, fez coleções com as mais variadas combinações, desde a Antiguidade até o Futurismo, passando pelo Renascimento e pelo Barroco. Utilizou muito bem as cores vivas em bordados e estampas, como as famosas que trazem o rosto de Marilyn Monroe, inspiradas na arte pop.

Versace foi um dos primeiros também a utilizar o couro na alta-costura, tanto em detalhes como em peças inteiras. Durante os anos 90, explorou muito esse material, que se adaptou fácil ao estilo sexy e luxuoso das roupas da marca. Com tachas douradas ou brilhantes como vinil, o couro fez história também em peças com perfume sadomasoquista, cheias de amarrações e bem justas ao corpo. Ao contrário dos modelos extravagantes, Versace desenvolvia uma outra linha de roupas, não menos sensuais e arrebatadoras que as outras, mas isso estava nas formas e pequenos detalhes, como os vestidos elegantes e minimalistas de noite, que se tornaram intemporais.

Atualmente, as mulheres mais belas e famosas contam sempre com um Versace quando precisam aparecer em algum evento especial, como a noite de entrega do Oscar. Com a morte prematura do estilista, assassinado em frente a sua casa de Miami, nos EUA, em julho de 1997, o universo da moda internacional perdeu um pouco da sua alegria.

A grife hoje tem 138 lojas espalhadas por todo o planeta e distribui, além das roupas e dos acessórios femininos e masculinos, móveis e artigos para cama, mesa e banho. No Brasil desde 1996, a primeira boutique Gianni Versace da América do Sul fica em São Paulo. A próxima estação promete reviver a extravagância chique que eternizou a marca, hoje conduzida por sua irmã Donatela Versace.


Veja mais

Givenchy - o nome da elegância
Espartilhos - Quatro séculos de história
Anos 40 – A moda e a Guerra
Anos 30 – Tempos de Crise
Anos 20 – Quando a moda mudou
O Biquíni – uma verdadeira bomba
O mundo fashion sobre patas
Blythe – Brinquedo Fashion
GUCCI - O império do novo luxo completa 85 anos
O Diabo Veste Prada
O universo do fetiche
Em defesa da moda
Madonna Forever
SPFW - O verão chega mais cedo
Zuzu Angel – o filme
A moda nas Copas
Moda e Surrealismo
Quando o punk virou moda
Casar está na moda
A História da Camiseta

 




Pesquisar




X

















© SITE DA GRANJA. TELEFONE E WHATSAPP 9 8266 8541 INFO@GRANJAVIANA.COM.BR