TELEFONE E WHATSAPP 9 8266 8541 | Quem Somos | Anuncie Já | Fale Conosco              
sitedagranja
| Newsletter

ASSINE NOSSA
NEWSLETTER

ASSINAR

| Anuncie Aqui

Planeta Eu

17/12/2014

Uma das rosas do Guimarães


“Viver é muito perigoso”... Acordei com Guimarães Rosa, com essa sua frase ecoando na minha mente. Tinha sonhado com árvores grandes caindo repetidamente no mesmo lugar, sem machucar ninguém. Com certeza foi porque ontem minha filha bateu o carro e, apesar do impacto considerável, ninguém se machucou.

Tinha tido uma intuição forte em relação à possibilidade dessa batida acontecer, mas não levei a sério, uma vez que sou muito catastrófica. Minha filha também tinha tido, tanto que tinha me pedido para levá-la em vez de ir guiando. O que significa a intuição nesse caso então? Que as coisas já estão determinadas?

Aprendi que às vezes sonhamos com coisas que depois acontecem, porque é como sentir os cheiros que são exalados quando alguém está cozinhando. Já está esboçado o cardápio ali nos aromas. Então, o sonho pode fazer o mesmo: nos dizer com alguma precisão aquilo que já está esboçado na vida. Por exemplo, sonhar com a ruptura de um casamento que já vem cambaleando.

Nesse caso da batida, como a carta de motorista é recente, também se pode dizer que a intuição estava levando isso em conta, mas ... pode ser também que sim, estava predeterminado que ia acontecer. Eu adoro essa hipótese, porque aí realmente nossa vida é um teatro, uma escola, uma brincadeirinha combinada e então no caso do acidente de ontem, a amiga da minha filha que estava junto, o motorista do taxi no qual ela bateu, a passageira, cujo marido veio e ficou cuidando de todos como se fosse um anjo da guarda, estavam agindo de acordo com uma combinação prévia lá no céu (ou em algum território misterioso) para que todos ali aprendessem alguma coisa. Minha filha, com certeza, teve uma grande lição.

“Só falta uma árvore cair na nossa cabeça”. Isso foi o que Joana, uma mocinha querida, disse quando estava no carro, sob uma chuva muito forte. No instante seguinte, realmente uma árvore enorme caiu sobre o carro. De novo: estava pré determinado ou a chuva forte era um aroma indicando o cardápio?

Só sei que viver é muito perigoso. Um fio sobre um abismo, com oásis maravilhosos, para podermos desfrutar, quando está tudo bem. Pena que nesses momentos, muitas vezes, não nos lembramos disso e implicamos com a realidade querendo que ela seja outra coisa que não é.

Hoje eu estou feliz, as árvores só caíram nos meus sonhos e não machucaram ninguém. Estou hoje num oásis. “Viver é muito perigoso... porque aprender a viver é que é o viver mesmo” Assim vai a frase do Guimarães... Aprender, aprender...

Foto: Ligia Vargas


Veja mais

Você está melhor?
No Baile com Hitler
Ela não veio
Santa ou maligna?
Isso é verdade ?
Sim, ele respondeu!
Ser cantora ou ciumenta?
Pirei na Batatinha!
Leva meu coração?
Eu minto sim!
Nana Nenê!
Os mansos e o presente
Vamos de mãos dadas!
Zezinho Bruce e eu, no Crepúsculo!
Papai Mamãe: um Clássico!
Piquenique com os Seres de Luz!
Sou feia!!
O corpo desobediente! por Jany
Não tem só bem pensar!
Voa Aurélio! por Jany

 


Jany

Escritora e Focalizadora de Dança Circular no UlaBiná.

Pesquisar




X





















© SITE DA GRANJA. TELEFONE E WHATSAPP 9 8266 8541 INFO@GRANJAVIANA.COM.BR