TELEFONE E WHATSAPP 9 8266 8541 | Quem Somos | Anuncie Já | Fale Conosco              
sitedagranja
| Newsletter

ASSINE NOSSA
NEWSLETTER

ASSINAR

| Anuncie Aqui

Planeta Eu

07/12/2011

Agora mesmo, eu e você por aqui!


Uma Usina de pensamentos mora em mim, no meu corpo.

Percebi isso porque fui tentar meditar. Vinha um pensamento atrás do outro. Emergiam sem parar. Criação constante!

Li que eles vêm através da percepção. Por exemplo, ouço, vejo algo e aí penso, faço associações, começa o processo.

Nesta meditação, que eu estou conhecendo através do livro esgotado “Nada de Especial, vivendo zen”, a autora, Charlotte Joko Beck, sugere que a atenção se volte para o corpo, para o que está acontecendo com ele e para o que está à volta. Enfim, ficar no Presente.

“O melhor lugar do mundo é aqui e agora”, canta Gilberto Gil.

Leio sempre sobre a impermanência, que tudo muda o tempo todo ou, como dizia meu papá: “Não há bem que sempre dure e mal que nunca se acabe”.

Pensando sobre isso, fiquei neste momento raciocinando: esta tecla que apertei agora para escrever a letra A não está mais sendo apertada. Ou seja, já escrevi A , e já não estou mais escrevendo.
Isto é, estou passando por tudo ou tudo está passando por mim? Ou, como querem, estamos todos passando juntos porque somos uma coisa só.

Me sinto assim um meteoro em pista de fórmula Um. Você que estava lendo ali o começo do texto já não está mais lá. Está aqui lendo agora esta exata palavra que também já está ficando para trás. Para mim e para você!... Vertiginoso!
Será que consegui me fazer entender? Quis te fazer sentir que estamos vivenciando uma sucessão de jás... e passamos muitos desse jás pensando prá frente e para trás e assim desligados de muito do que está acontecendo no momento.

Me observando,reparei que é mesmo verdade, os pensamentos são muitas vezes conversas com o passado e com o futuro.

Por exemplo: Pensamentos do futuro: “vou dizer para ela que...almoço com ele na quinta... dia dez, as contas!”

Pensamentos do passado: “claro que ela estava errada... sou uma porcaria, não faço nada certo... não devia ter dito... ela é muito crítica, ele é um cafajeste”.

E acompanhando tudo uma profusão de julgamentos.

Charlotte Joko Beck sugere que sempre que a gente falar ou pensar no nome de alguém que repare no a que vem a seguir: Maria, a nervosinha... Janaina, a que engordou...

Julgar, rotular... Somos campões olímpicos neste esporte...

Bom, mil assuntos nesta seara... Paro por hora, agora mesmo, por aqui... beijos!!!!!!!


Veja mais

Você está melhor?
No Baile com Hitler
Ela não veio
Santa ou maligna?
Isso é verdade ?
Sim, ele respondeu!
Ser cantora ou ciumenta?
Pirei na Batatinha!
Leva meu coração?
Eu minto sim!
Nana Nenê!
Os mansos e o presente
Vamos de mãos dadas!
Zezinho Bruce e eu, no Crepúsculo!
Papai Mamãe: um Clássico!
Piquenique com os Seres de Luz!
Sou feia!!
O corpo desobediente! por Jany
Não tem só bem pensar!
Voa Aurélio! por Jany

 


Jany

Escritora e Focalizadora de Dança Circular no UlaBiná.

Pesquisar




X





















© SITE DA GRANJA. TELEFONE E WHATSAPP 9 8266 8541 INFO@GRANJAVIANA.COM.BR