TELEFONE E WHATSAPP 9 8266 8541 | Quem Somos | Anuncie Já | Fale Conosco              
sitedagranja
| Newsletter

ASSINE NOSSA
NEWSLETTER

ASSINAR

| Anuncie Aqui

Planeta Eu

14/12/2020

A risada do peixe!


Sabe o que quero fazer com você? Te fazer rir!

Sei que não é nenhum pouco momento para rir, mas talvez por isso mesmo seja época para dar umas risadas! Um pouco de alívio nesses tempos apertados!

O riso é muito bacana né? Não tem como decidir não rir. Ele explode ou no mínimo abre nossa boca num sorriso. Depois da primeira reação, aí já dá para controlar, às vezes com muito esforço. Uma tática que usam é se beliscar, né? Nunca usei esse método.

Eu estava na Igreja Santo Ivo sentada atrás de uma fileira de pessoas e um menino de doze anos que eu não conhecia virou pra trás e me disse: "Sabe por que eles estão se casando? Pra se beijar!"

Tive ataque de riso. Com falta de confiança na técnica de me beliscar, precisei ir lá pra fora. Perspicaz, ele! Para contextualizar, digo que isso aconteceu na era pré celular! Sabe que existiu uma época dessas? Você acredita? Você lembra?

Você já dormiu na classe? Eu dormia, eram aulas de francês com filminhos, no escurinho. Já precisou achar correndo um banheiro, já prendeu a saia na calcinha? Gafes era o nome, agora é mico. Já bateu a cabeça no vidro? Eu já, no cinema. Constrangedor! Epa, não era uma crônica pra te fazer rir?

Outra história: estávamos na Colômbia andando na calçada ao lado do mar e vimos um grupo de garotos jogando pedras num peixe que se debatia no chão. Paulo se aproximou dizendo: "Deixe que eu mato!". Pegou o peixe com as mãos e jogou no mar e numa tentativa de portunhol disse: "Que se muera afogado!!" Os meninos foram salvos de uma lembrança ruim por um non sense piedoso que ainda deve fazê-los sorrir e o peixe deve ter rido do portunhol!

Também é gostoso quando vamos contar uma história engraçada e começamos a rir no meio do relato. Os comediantes são incríveis né? Dominam essa arte. Geralmente rimos da leve desgraça de alguém, por causa de uma ironia inteligente, quando há uma quebra de um padrão esperado, como um tombo. Aliás, tombo pra mim é terrível. Sempre rio, não consigo controlar e quem caiu nunca fica alegre com essa minha reação. Saia justa!!

Minha amiga outro dia caiu por conta de uma bicicleta. A ciclista era um desastre na direção e assim que viu minha amiga no chão quis se aproximar e eu gritei: "Você está sem máscara!". Ela recuou e começou a contar que não sabia andar de bicicleta, que estava nas mãos com um saco de lixo que ela tirou da praia e que estava muito mal de ter derrubado minha amiga etc. Fiquei super entretida com ela, comecei a consolá-la, até que ouço minha amiga dizer lá de baixo: "Me ajuda a levantar!!" Ai, ai... ainda rio disso e não deve ter a mínima graça pra você que nem viu a cena!

Do que será que você lembra e ri? As famílias têm suas histórias engraçadas, seus personagens. Olha que malandra: vou te fazer rir pedindo pra você mesmo relembrar seu repertório.

Ah, lembrei de outra história que me fez rolar de rir na praia, literalmente. Vi que existe isso mesmo: rolar de rir!!  Estávamos Selma, eu e Maria na praia, os meninos no mar. O tempo começou a fechar de leve para o senso comum, muito para a catastrófica aqui. Aí eu disse para elas: Vão lá tirar os meninos porque sempre sou eu que faço isso! Maria (esse não é o nome verdadeiro), grande amiga, se incumbiu e entrou resoluta no mar. Tudo ia bem quando ela de repente mudou drasticamente a rota e foi em direção a um pequeno grupo- um pai com dois filhos - fazendo gestos enérgicos mandando que eles saíssem do mar. Selma e eu percebemos o engano que a grande miopia dela causou e começamos a rir tanto que... você já sabe. Quando Maria chegou perto das pessoas percebeu o engano, mas não quis admitir. Expulsou os três do mar. O pai de família nada pôde contra tamanha autoridade!!

Meu Deus, rolei mesmo e agora escrevendo ainda choro de rir. No dia seguinte ela ouviu as crianças falando quando passou perto delas: "Essa é a louca de ontem!!". Eu não devia rir ainda agora da minha querida amiga, eu deveria ter ido lá alertá-la do engano, mas não... cada vez mais descubro que preciso melhorar como ser humano! Não sei se dá para rir de algo que não seja "mal feito"!

Enfim, é isso, uma pequena viagem pelo mundo da risada. Chorar também é difícil de segurar. Espirrar então! E bocejo? Lembro de uma aula particular em que eu estava fazendo tudo que conseguia para segurar os bocejos até que o professor me autorizou a bocejar. Que vergonha! Imagino as caretas que ele enxergou!! Só de escrever já bocejei!

Pois é, talvez eu consiga melhorar um pouco como pessoa, mas com certeza não conseguirei deixar de ser humana! Uma humana risonha!

E você? Está com um leve sorriso na boca ou está bocejando?

Na foto o Paulo (rindo) que matou o peixe afogado no mar!


Veja mais

Para bebê!
A Pateta e o martelo!
Sabe o que eu quero?
My name is Jony!
Você sabe perguntar?
Olha o passarinho!
Você está melhor?
No Baile com Hitler
Ela não veio
Santa ou maligna?
Isso é verdade ?
Sim, ele respondeu!
Ser cantora ou ciumenta?
Pirei na Batatinha!
Leva meu coração?
Eu minto sim!
Nana Nenê!
Os mansos e o presente
Vamos de mãos dadas!
Zezinho Bruce e eu, no Crepúsculo!

 


Jany

Escritora e Focalizadora de Dança Circular no UlaBiná.

Pesquisar




X



























© SITE DA GRANJA. TELEFONE E WHATSAPP 9 8266 8541 INFO@GRANJAVIANA.COM.BR