TELEFONE E WHATSAPP 9 8266 8541 | Quem Somos | Anuncie Já | Fale Conosco              
sitedagranja
| Newsletter

ASSINE NOSSA
NEWSLETTER

ASSINAR

| Anuncie Aqui

Planeta Eu

31/01/2012

A gente temos!


A gente temos... um corpo onde somos.

Quero dizer que eu sou meu estômago que vive ali no centro do meu corpo cumprindo suas funções. O estômago é estômago todos os dias e por isso vivo.

Estou viva. Sou uma soma de órgãos vivos.

E sou um corpo emocional também. Sinto, tenho percepções...

E tenho um corpo mental. Um lugar que parece ser a Central. A terra do pensamento.

Dali se governa o corpo que, muitas vezes, fica amotinado.

Vou tomar água, penso, e lá vão as pernas obedientes escada abaixo.

Além da Central onde vive o pensamento parece haver mais um “corpo” ainda, não é mesmo? Uma instância que percebe que estou pensando, portanto sou mais que pensamento.

Chamam esse outro Eu de Eu Superior. Ele percebe o corpo, a emoção, a mente. Esse Eu não me parece denso, feito de matéria, sangue... Chama-se alma?

Não importa o nome... Esse corpo chamado Eu Superior, Alma, morre quando morre o corpo? Tantas tradições dizem que não.
Todos os povos têm cartografias para mapear este lugar para onde vai esse Eu que não morre com o corpo.

Não leio a respeito para não preencher com imagens o território aonde irei quando morrer.

Ou não irei. Posso vir a ser só pó depois que passar muito tempo dentro de um caixão.

Puxa vida, que destino o nosso hem?

Ou ser queimado depois de esperar alguns dias dentro de um caixão para queimarem vários de uma vez. Ou seja, ficar alguns dias no aeroporto.

Não é a toa que não gostemos de falar de morte, né? Ali realmente não temos absolutamente nenhum poder, controle. Ela virá e eu não sei como vai ser.

Aterrador?

Como disse Woody Allen: “não tenho medo da morte, apenas não quero estar lá quando isso acontecer”.

Enquanto isso não acontece, estou por aqui, compartilhando com os bilhões de seres humanos da Terra um arsenal de emoções que muitas vezes me dominam, uma usina que produz pensamentos incessantemente, um estômago que vivo tentando atrapalhar comendo alhos e bugalhos.

Estou viva. Você que me lê também. Agradeço seus olhos que vieram até aqui. Sua mente dialogando comigo.

Te peço que cuide bem de você e principalmente de quem está ao lado porque “se todo mundo cuidar da limpeza a cidade será uma beleza!”. Lembra desse slogam usado pela prefeitura na TV dos idos anos 70?

Hoje estou com sorte: estou viva perto do mar, na praia, férias. Esse tempo fora do tempo.

Beijos!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!


Veja mais

Você está melhor?
No Baile com Hitler
Ela não veio
Santa ou maligna?
Isso é verdade ?
Sim, ele respondeu!
Ser cantora ou ciumenta?
Pirei na Batatinha!
Leva meu coração?
Eu minto sim!
Nana Nenê!
Os mansos e o presente
Vamos de mãos dadas!
Zezinho Bruce e eu, no Crepúsculo!
Papai Mamãe: um Clássico!
Piquenique com os Seres de Luz!
Sou feia!!
O corpo desobediente! por Jany
Não tem só bem pensar!
Voa Aurélio! por Jany

 


Jany

Escritora e Focalizadora de Dança Circular no UlaBiná.

Pesquisar




X





















© SITE DA GRANJA. TELEFONE E WHATSAPP 9 8266 8541 INFO@GRANJAVIANA.COM.BR