TELEFONE E WHATSAPP 9 8266 8541 | Quem Somos | Anuncie Já | Fale Conosco              
sitedagranja
| booked.net | Newsletter

ASSINE NOSSA
NEWSLETTER

ASSINAR

| Anuncie Aqui

Paia...Assada Voltar

31/08/2006

Maria Felicidade*


Autor: Paulo Bonfim

Maria felicidade
Era graciosa e bonita
Fora enganada e vendida
Com seu vestido de chita

Seu sangue era o mesmo sangue
Dos anúncios luminosos
Seus olhos da cor do asfalto
Durante os tempos chuvosos

Maria felicidade
Princesa feita de barro
Tinha nos olhos tristeza
Tinha na boca um cigarro

Teve paixão pela lua
Por essa lua de prata
Que lhe trazia lembrança
Daquele cheiro de mata

Maria felicidade
Numa noite de garoa
Sentiu saudades da lua
Sentiu saudades atôa

Seus olhos da cor do asfalto
Buscaram no céu nublado
Aquela amiga de infância
Que as nuvens tinham roubado

Duas luas vinham vindo
Angustiadas, buzinando
Vinham de longe a correr
Vinham mais perto chegando

Maria felicidade
Na derradeira noitada
Benzeu com seu sangue moço
A rua triste e apagada

Seu corpo cor do luar
Desceu a vala sem data
Sua alma faz parte agora
Daquele luar de prata
Daquele cheiro de mata.

*Poemas selecionados e declamados por Rolando Boldrin no programa Sr. Brasil.


Veja mais

Fordinho 29
Caipira não se aperta!
O Cotuba e suas tiradas
Um causo de viajante
Era um barbeiro pra lá de bom
Pito do Inquilino
Êta caboclo unha de fome
Nos tempos do cangaço (eu disse can-ga-ço)
Ligações que custaram caro
A galinha americana
O que é que ocê me diz, cumpadi II
O Tédio
Carro de Boi
Oração Gaúcha
Brinquedo de escondê
Confissão de Caboco*
Balada Negra*
Chico Beleza*
A Flor do Maracujá*
Estradas*

 


Rolando Boldrin

Rolando Boldrin

Conta causos fazendo a gente saborear o modo gostoso de uma boa prosa.

ATENÇÃO!
SR. BRASIL, programa de Rolando Boldrin
TV Cultura: Sábados 19:00 h / Domingos 10:00 h

Pesquisar




X















© SITE DA GRANJA. TELEFONE E WHATSAPP 9 8266 8541 INFO@GRANJAVIANA.COM.BR