TELEFONE E WHATSAPP 9 8266 8541 | Quem Somos | Anuncie Já | Fale Conosco              
sitedagranja
| booked.net | Newsletter

ASSINE NOSSA
NEWSLETTER

ASSINAR

| Anuncie Aqui

Minha Vida Animal Voltar

25/03/2015

Cuidado com as intoxicações


Um dos atendimentos mais comuns em clínicas veterinárias são as intoxicações e a causa mais frequente é a administração de medicamentos humanos para cães e gatos. Existem várias substâncias perigosas para nossos amigões, dentro das nossas casas. Medicamentos, produtos de limpeza, tintas, adubos, inseticidas/pesticidas e, pasmem!, até alimentos. Por exemplo, muitas vezes, na melhor das intenções, o proprietário do animal pode causar uma grave intoxicação ao medicá-lo com um simples remédio para dor. Antinflamatórios não esteroides como diclofenaco, ibuprofeno, aspirina e paracetamol, entre outros, podem causar alterações digestivas (vômitos e diarreia), hepáticas e renais. O quadro pode ser muito grave, levando ao óbito.

E não pensem que os maiores vilões da história se restringem a remédios! Alguns alimentos humanos são potencialmente tóxicos e podem matar seu animal em horas, como, por exemplo, um pedaço de chocolate! E se for o amargo, bastam 10 g por cada Kg de peso para causar uma intoxicação. Poucos sabem, mas até uva-passa pode intoxicar os cães (não há registros de casos em gatos). A ingestão de 10 a 12 uvas para um cão de 10 Kg pode levar à insuficiência renal. Uma simples cebola pode causar hemólise (destruição de hemácias) em gatos. Assim, evite oferecer alimentos que contenham cebola na fórmula.

Confira exemplos dos tóxicos mais frequentes:

Inseticidas- para controle de pulgas, carrapatos, ratos, baratas e cupins. Cuidado com os inseticidas para insetos! O spray se deposita no chão e seu animal pode pisar e/ou lamber o produto.Os produtos a base de piretrina e permetrina - geralmente de uso tópico (talcos, shampoos, sabonetes e coleiras) -, são seguros se corretamente utilizados.

Sarnicidas - produtos para tratar sarna (amitraz, por exemplo) devem ser diluídos corretamente e utilizados somente em cães. Se no rótulo ou bula do produto não for especificado o uso em gatos, NÃO utilize.
Pesticidas – os a base de organosfosforados e carbamatos são extremamente tóxicos para humanos e animais domésticos. drogas ilícitas (maconha, cocaína) e alcóol – intoxicam os seres humanos e podem levar a quadros graves nos animais.

Bebidas Alcoólicas - NUNCA ofereça bebidas alcoólicas para seu animal de estimação, ele pode apresentar alterações hepáticas graves.

Cigarro - Cães não fumam, mas alguns destroem pacotes de cigarro, chicletes de nicotina ou até mesmo comem “guimbas” do chão. A nicotina pode causar sintomas neurológicos (tremores, ataxia) em animais, dependendo da dose. Em cães, 10 mg de nicotina por Kg de peso podem até matar. Um cigarro contém de 15 a 25 mg de nicotina, logo bastam poucos cigarros para fazer mal a um cão de pequeno porte.

Produtos de limpeza- evite usar e não enxaguar. Os produtos que são muito perfumados atrapalham o olfato, independente de causar intoxicação nos animais. Lembre-se que seu animal vive pertinho do chão, não usa sapatos e se lambe constantemente! A creolina, usada na limpeza de ambientes, pode ser extremamente tóxica e causar irritação e queimaduras na pele, olhos, boca e garganta, vômitos e dores abdominais, danos ao coração, fígado e rins, anemia, paralisia facial, coma e até levar a morte.

Adubos – dependendo da composição pode ser extremamente tóxico. A ingestão da torta de mamona pode causar vômitos, cólicas abdominais severas, diarréia sanguinolenta, choque, coma e óbito na maioria dos casos, dependendo da quantidade ingerida.

Produtos Químicos - tintas, resinas, colas, solventes etc. Evite deixar seu animal em casa, se estiver em obras.
Cloro - evite que seu animal de estimação beba água da piscina. Dependendo da concentração, pode causar vômitos e irritação gástrica.

Plantas tóxicas- Este é um capítulo à parte. São muitas! Consulte em http://www.bichosaudavel.com/plantas-toxicas-perigo-domestico/

Em caso de acidentes, não use “receitas caseiras” como administrar leite, clara de ovo, fazer lavagem gástrica etc. Leve seu pet ao veterinário o mais breve possível. Poucos minutos podem fazer a diferença. Lembre-se que quanto antes o animal for atendido, melhor o prognóstico.


Veja mais

Como transportar animais corretamente
Vítimas anônimas
GPS para pets já é realidade
Buraqueira, uma corujinha muito fofa
Dia Nacional dos Animais por Ângela
Pets: uma ligação profunda
O espetáculo que mata!
O perigo das latas no lixo
A saúde dos beija-flores
Seu pet e a estação do inverno
O inverno chegou e com ele a Tosse dos Canis
Aranha marrom, pequena e perigosa!
Jacu, que ave é essa?
Maus tratos contra animal, ação imediata
Fisioterapia Animal, uma chance para eles
Pets x Fogos de Artificios
Herdeiro manso das selvas
Gatos nos deixam mais saudáveis
Seu cão é um “mala”?
Sua empresa na nuvem

 


Angela Miranda

Angela Miranda, jornalista, geógrafa e moradora da Granja Viana há 30 anos.

Pesquisar




X















© SITE DA GRANJA. TELEFONE E WHATSAPP 9 8266 8541 INFO@GRANJAVIANA.COM.BR