TELEFONE E WHATSAPP 9 8266 8541 | Quem Somos | Anuncie Já | Fale Conosco              
sitedagranja
| booked.net | Newsletter

ASSINE NOSSA
NEWSLETTER

ASSINAR

| Anuncie Aqui

Divã na Internet Voltar

13/05/2009

A voz do povo é a voz de Deus?


Semanas atrás, o fenômeno Susan Boyle circulou pelo mundo afora através da net, sendo acessado por zilhões de internautas, registrando a cada email o espanto e admiração suscitados pela cantora escocesa. O vídeo em questão retratava um programa de calouros de uma rede inglesa de TV, no qual a dita diva tentava sua sorte exibindo seu inquestionável talento, apesar da antítese visual e estética apregoada pela indústria cultural.

O espanto do público ligava-se justamente à aparência da candidata a cantora, sem o charme e a beleza que parecem quesitos fundamentais para o sucesso. A admiração, pela constatação de que o talento nada tem a ver com recursos financeiros, técnicos ou meramente estéticos, mas pode se encontrar onde menos se espera, o que o torna mais surpreendente.

Mas o que surpreende mesmo, neste caso, é a unanimidade, a julgar pelas cifras fabulosas de acesso a esse vídeo. O que está por trás disso, com o que essa quantidade absurda de pessoas se identificam, o que tem o dom de sensibilizar tanta gente, do mundo inteiro, ao mesmo tempo? Antigamente, quando a televisão punha no ar “mais um campeão de audiência”, que já alcançava índices altíssimos para o padrão da época, mal podia imaginar o quanto esse conceito seria extrapolado com o advento da internet. Não há como comparar duas grandezas tão diversas, nem o público alvo a quem dado programa se dirigia, pois hoje na internet o público beira o infinito e o alvo idem.

Sem entrar no mérito da qualidade do programa de calouros em questão ou do dote artístico de Susan Boyle, a verdade é que a moça mexeu com as pessoas. Não algumas, milhões. Por um lado, é possível entender o motivo da surpresa que causou, mas por outro, há algo que assusta: o poder que a rede pode exercer sobre as pessoas, de ligá-las sutilmente em torno de um mesmo fato, estimulando um mesmo tipo de sentimento, sem muito questionamento, fisgando-as apenas pelo mais aparente e imediato. A internet, com seu potencial de alcance, tem também o poder de persuadir e iludir. Endeusar pessoas, pensamentos e idéias, infiltrando-os sorrateira e perversamente na passividade de quem navega. Mais um aspecto para ficarmos muito espertos diante de unanimidades, mais que burras, perigosas.


Veja mais

Pai nosso de cada dia
Dicas e cuidados na Black Friday
No Olho do Furacão - Apenas o Essencial
De antenas ligadas por Maluh
Autoamáveis por Maluh
Contentes Contatos
Aprendiz de Feiticeiro Por Maluh
Novos tempos!
Internet parceira no vestibular
A escolha profissional - o futuro à vista!
Internet: um desafio para a Educação
Educar ou punir
De perto, ninguém é normal
Internet Segura por Maluh Duprat
Era digital: um novo modo de vida
Internet: E a vida depois da morte?
Resiliência - Cirulink indica o caminho da superação
Resiliência - Nossa história não é nosso destino
Pai nosso de cada dia
Sorria, você está sendo filmado!

 


Maluh Duprat

Maluh Duprat é psicóloga clínica, orientadora vocacional e membro do Núcleo de Pesquisa da Psicologia em Informática (NPPI), da PUC/SP.

Pesquisar




X















© SITE DA GRANJA. TELEFONE E WHATSAPP 9 8266 8541 INFO@GRANJAVIANA.COM.BR