Fone: (11) 4617-3641 | Quem Somos | Anuncie Já | Fale Conosco            
sitedagranja
| booked.net | Newsletter

ASSINE NOSSA
NEWSLETTER

ASSINAR

| Anuncie Aqui
Voltar

08/04/2010

Vagas para deficientes.

A cena de pessoas estacionando em vagas reservadas a deficientes físicos se tornou rotina.


A cena de pessoas estacionando em vagas reservadas a deficientes físicos se tornou rotina.

A frequência com que isso tem acontecido tem assustado tanto os portadores de deficiências fisicas como os poucos moradores que respeitam essa prioridade.

William Romero, em carta ao Site da Granja, declarou sua indignação pelo fato dos estabelecimentos do RT 22: Saint Marche, Droga Raia e Dona Deôla, possuírem poucas vagas destinadas a deficientes físicos, e o pior , permitirem que elas sejam utilizadas por motoristas sem nenhuma deficiência.

"Não há nenhum tipo de orientação ou repreensão aos clientes que as utilizam, pior que isso, estes estabelecimentos tiram os cones que sinalizam estas vagas para que pessoas sem deficiência alguma as utilizem. Eu acho que isso é ser conivente com a falta de civilidade, respeito e principalmente, com a não aplicação da lei", desabafou William.

Marisa Braga, que trabalha na Granja Viana há 20 anos, vítima da paralisia infantil, sofre com a falta de respeito aos deficientes físicos.

Ela contou que uma vez ao fazer compras na Droga Raia do Posto RT 23, pediu para que uma mulher retirasse o seu veículo da vaga reservada. A motorista, além de se recusar a sair da vaga, ofendeu Marisa. Chamar a atenção de seguranças sobre a utilização indevida das vagas é uma constante, e receber a recusa alegando que "eu não posso incomodar o cliente..." também.

Esses foram apenas exemplos das várias situações constrangedoras por qual Marisa já teve que passar para defender os seus direitos.

O Supermercado Serrano é outro alvo de reclamações, a única vaga que disponibiliza para deficientes está mal sinalizada, é apertada, ruim de estacionar e possui um bueiro no meio desta. Além do que, quando o movimento do bar localizado ao lado é muito forte, são colocadas mesas na vaga.

Marisa acredita que falta policiamento. Ela é a favor de uma punição , "algo que mexa com o bom senso das pessoas e que sirva para ajudar outras, como uma multa de 6 meses de cesta básica ou serviço voluntário".

Atualmente, a legislação válida para o muncípio de São Paulo determina a reserva das vagas para idosos e portadores de necessidades especiais. Para os primeiros, a lei municipal 10.741 prevê reserva de 5% das vagas. Já para o segundo grupo, a lei municipal 11.228/92 determina a exclusividade em 3% das vagas nos estacionamentos de shoppings com capacidade superior a dez carros. Infelizmente não há multas ou legislação em Cotia por parar em vagas reservadas, quem tem que fazer valer seus direitos é a própria população.

Um exemplo que a comunidade poderia seguir é a parceria entre o Grupo Pão de Açúcar e o Movimento Nossa São Paulo. Até o final do mês, esta parceria vai resultar na campanha educativa que tem como objetivo conscientizar a população sobre o respeito à ocupação de vagas de estacionamentos para portadores de necessidades especiais, idosos e gestantes.

"A ideia é resgatar a cidadania das pessoas. Temos problemas com o uso irregular dessas vagas e nos incomodamos com isso. Existem leis, mas não existem multas que possam ser aplicadas nesses casos", afirma o diretor de relações corporativas e sustentabilidade do Grupo Pão de Açúcar, Paulo Pompílio. "Vamos fazer esse resgate pelo lado emocional dos usuários, para que eles pensem no próximo que tem dificuldades. Para que respeitem quem merece", afirma.


Marina Novaes
Fotos: Ligia Vargas








 

Pesquisar





















© SITE DA GRANJA. TELEFONE E WHATSAPP 96948-3326 INFO@GRANJAVIANA.COM.BR