TELEFONE E WHATSAPP 9 8266 8541 | Quem Somos | Anuncie Já | Fale Conosco            
sitedagranja
| booked.net | Newsletter

ASSINE NOSSA
NEWSLETTER

ASSINAR

| Anuncie Aqui
Voltar

25/10/2018

Proteção solar e prevenção do câncer de pele

Dr. Sérgio Schalka explica que os cuidados são para o ano inteiro e não só no verão



Por Mônica Krausz

Nem todos sabem, mas o vice-presidente da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) em São Paulo e  Coordenador do Consenso Brasileiro de Fotoproteção é morador e tem consultório na Granja Viana. O Professor Dr. Sérgio Schalka (foto abaixo) é formado e pós graduado em dermatologia na FMUSP e especialista em fotoproteçao e prevenção dos cânceres de pele. Ele  ressalta: "Proteção solar não é só para a piscina ou para a praia, é para todo local, todos os dias e meses do ano!"

Segundo o médico, a ideia de que proteção solar é só para os momentos de lazer, também é errada,já que hoje se sabe que 70% da radiação solar atinge as pessoas nas atividades do dia a dia, e só 30% acontece nas atividades de lazer. "Muitas pessoas ainda pensam que proteção solar é só para evitar queimaduras de sol, mas o maior problema não é a queimadura, mas o excesso de exposição ao sol, que a longo prazo, mesmo que não cause queimaduras, pode resultar em envelhecimento precoce e em alguns tipos de câncer de pele. Tanto para o envelhecimento, como para o câncer de pele, o principal fator causal é o sol", explica.

Dr. Sérgio conta que hoje o câncer de pele é o mais comum dos cânceres do corpo humano. Em cada quatro ocorrências de câncer, uma é de pele, sendo o melanoma o tipo mais grave, podendo ser fatal. Outros tipos de câncer de pele, mesmo quando não letais, podem deixar sequelas quando tratados tardiamente, especialmente porque acometem principalmente a face. "No ano passado eu coordenei, junto a SBD, uma pesquisa com o Datafolha, onde ficou claro que o nível de consciência sobre a importância da proteção solar no dia a dia ainda é muito baixo. principalmente entre os homens, já que as mulheres já têm o costume de usar cremes ou maquiagens com proteção solar diariamente", conta. 

O especialista explica que hoje a dermatologia está muito avançada em relação à fotoproteção e que existem protetores com cor que protegem não só da radiação ultravioleta, mas da luz visível presente principalmente no Sol, capaz de desencadear manchas e envelhecimento da pele. "Há também protetores solares que ajudam a combater o excesso de oleosidade da pele sem ressecá-la e os que previnem até o envelhecimento causado também pela poluição do ar!", conta. 

Consultar um dermatologista periodicamente é importante para avaliar a pele, à procura de lesões suspeitas de câncer e também para a orientação correta sobre fotoproteção. "Acima dos 40 anos, todas as pessoas deveriam passar pelo menos uma vez ao ano no dermatologista ou até de 6 em 6 meses se tiverem histórico de câncer de pele na família", orienta Schalka. Diferentemente de outras especialidades, para o diagnóstico e prevenção do câncer de pele o dermatologista precisa somente dos seus olhos, de uma sala iluminada e eventualmente de um aparelho portátil chamado dermatoscópio. 

Para o verão que se aproxima e para os momentos de lazer, Dr. Sérgio tem alguns alertas: 

* o fator de proteção alto protege você x vezes mais do que se não estivesse usando o filtro solar, mas isso não quer dizer que você pode passar o filtro solar e ficar o dia inteiro na praia.         

* a quantidade de protetor solar aplicado também é muito importante, a maioria das pessoas aplica menos que o necessário.

* o número de reaplicações ao dia também é importante. A maioria dos filtros protegem por  cerca de duas a três horas, depois é importante reaplicar, ou após longos períodos de imersão na água. 

* a criança antes dos 6 meses de idade, não deve ficar exposta ao sol e por isso os filtros solares para ela não são recomendáveis nessa fase. 

"Nos momentos de lazer, mesmo que o protetor solar tenha fator de proteção alto, a reaplicação é necessária de duas em duas horas", ensina Schalka. "Como a gente sua, encosta em cadeiras, entra na água, toca em roupas, o filtro vai perdendo a sua eficácia", diz. Usar óculos de sol, guarda-sol, boné e até peças de roupa com proteção contra a radiação UVA também ajuda muito, segundo ele. 


Schalka Dermatologia

schalka.com.br 

R. Adib Auada, 35 - Conj. 403

Tel: (11) 4551-1662

facebook.com/schalkadermatologia/


 

Pesquisar




X















© SITE DA GRANJA. TELEFONE E WHATSAPP 9 8266 8541 INFO@GRANJAVIANA.COM.BR