TELEFONE E WHATSAPP 9 8266 8541 | Quem Somos | Anuncie Já | Fale Conosco              
sitedagranja
| Newsletter

ASSINE NOSSA
NEWSLETTER

ASSINAR

| Anuncie | Notificações
Voltar

13/07/2021

Primeiro semestre de vacinação em São Paulo já indica redução de casos da covid-19


No próximo sábado (17), a vacinação no Estado de São Paulo contra a covid-19 completará seis meses. A data simbólica é acompanhada do anúncio do governo de São Paulo sobre a antecipação do calendário de vacinação da população paulista, medida possível após compra e liberação da Anvisa de mais 4 milhões de doses da Coronavac.

“Conforme a vacinação foi avançando, principalmente nos grupos etários dos idosos, nós começamos a ver o resultado na queda de casos, internações e óbitos por mais de duas semanas seguidas”, avalia Paulo Rossi Menezes, Chefe do Departamento de Medicina Preventiva da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo e membro do Comitê de Contingência do Coronavírus em São Paulo.

Menezes ainda indica a redução no número de casos novos da covid-19 por meio da vacinação das faixas etárias que mais contribuem para esse dado. “Isso vai se estender ao longo do mês de julho, de forma que a partir de agosto teremos uma queda significativa no número de casos.” Ainda de acordo com ele, o segundo semestre de 2021 será melhor e mais tranquilo em comparação  aos meses anteriores: “No entanto, o vírus continua circulando e as variantes gama e delta também, de forma que ainda é preciso continuar nos protocolos sanitários com uso de máscara e distanciamento social para superar a pandemia”.

A redução do tempo entre as doses de vacinas também está em discussão, “porque, de fato, a segunda dose aumenta a imunidade, especialmente em relação a algumas das variantes de preocupação”. Além disso, segundo Menezes,  também se discute a questão da vacinação das faixas etárias abaixo dos 18 anos para o retorno mais seguro às aulas presencias, das gestantes e de pessoas com doenças específicas.

Para Menezes, a cobertura da vacina já sinaliza o controle da pandemia com a redução de casos novos e de internações, mas é preciso continuar nesse ritmo para imunizar toda a população adulta com a primeira dose nos próximos meses, e a segunda o mais rápido possível. “Cada pessoa imunizada, independentemente da vacina, contribui para que a sociedade fique cada vez mais protegida.”

Em Cotia,  toda quarta-feira tem aplicação da 2ª dose da coronavac para quem está com vacina atrasada

De acordo com a Vigilância Epidemiológica (VE) de Cotia, mil e vinte pessoas que receberam a primeira dose da vacina contra a Covid-19 do Instituto Butantan/Coronavac não tomaram a segunda dose dentro do prazo estabelecido e, portanto, não concluíram o esquema vacinal que garante a proteção preconizada pelo fabricante. Estas pessoas devem comparecer ao polo de vacinação de Cotia (em frente à Prefeitura) ou de Caucaia do Alto, às quartas-feiras, das 13h às 14h, para receber a segunda dose.

A Secretaria de Saúde informou que não é preciso fazer agendamento, basta levar documento oficial com foto e CPF e o cartão de vacina que comprova que recebeu a 1ª dose em Cotia. Caso a pessoa esteja com a segunda dose da vacina Fiocruz/Astrazeneca atrasada, basta comparecer ao mesmo polo em que recebeu a primeira dose em qualquer dia que o local esteja com atendimento.

(Com  informações do Jornal da USP)


 

Pesquisar




X





























© SITE DA GRANJA. TELEFONE E WHATSAPP 9 8266 8541 INFO@GRANJAVIANA.COM.BR