TELEFONE E WHATSAPP 9 8266 8541 | Quem Somos | Anuncie Já | Fale Conosco              
sitedagranja
| Newsletter

ASSINE NOSSA
NEWSLETTER

ASSINAR

| Anuncie Aqui
Voltar

26/06/2020

Conta de luz cara

A conta de luz veio mais alta do que o normal? Saiba o motivo e como parcelar os valores


A Enel Distribuição São Paulo,  concessionária de energia elétrica que abrange a capital e a Grande São Paulo, anunciou que retomou a leitura presencial dos medidores de energia dos clientes da companhia durante o mês de junho. Isso significa que as próximas contas de luz podem vir com valores mais altos por causa da compensação dos meses em que os funcionários não compareceram nas casas durante o período de isolamento social.

Desde março, as contas de luz foram calculadas de acordo com a média do consumo dos 12 meses anteriores ou por meio da autoleitura, procedimento realizado pelo próprio cliente. A medida foi autorizada pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) por causa da pandemia da covid-19, e só será permitida até o próximo dia 30.

Para saber como a conta foi faturada, o cliente pode checar na conta de luz, no campo "Dados de Medição". Se na linha de "Leitura" aparecer a informação "Não executada", o cálculo foi feito pela média naquele mês. Caso o consumo tenha sido abaixo da média, haverá desconto nas próximas contas, indicados na própria fatura.

A responsável pela área de Experiência do Cliente da Enel Brasil, Danusa Correa, diz que as contas também podem vir com valores mais altos pelo fato de haver pessoas por mais tempo em casa: "É importante a pessoa ver o que ela veio consumindo mais, até porque está passando mais tempo em casa e utilizando mais energia elétrica. Até para não criar uma falsa expectativa de que vai entrar em contato com a Enel e vai ter a fatura revisada. Em 90% dos casos, a conta está correta e reflete o consumo real do cliente."

Como parcelar a conta de luz

Durante a pandemia do novo coronavírus, a Enel permite que os valores das contas de luz sejam parcelados em até oito vezes e as parcelas serão cobradas nas próprias faturas de energia ou em até 12 vezes no cartão de crédito. A concessionária afirma que não cobrará juros nessa operação.

Deve ser dada entrada de pelo menos 13% do valor total do débito, que poderá ser pago por boleto, para aqueles que optarem pela cobrança na fatura de energia ou no cartão de crédito. Para realizar a negociação, os clientes podem acessar o Portal de Negociação ou o aplicativo da Enel.

Locais para negociação do parcelamento:

Portal Enel :  portalnegociacao.eneldistribuicaosp.com.br

 Aplicativo Enel: eneldistribuicaosp.com.br/aplicativo-enel


Como questionar o valor da conta

Caso o cliente não concorde com o valor da conta, ele deve questionar primeiramente a própria empresa fornecedora de energia. No caso da Enel, isso pode ser feito por meio do site da empresa. O fato de acionar a concessionária não garante que haverá redução do valor.

A representante de Relações Institucionais da Associação Brasileira de Defesa do Consumidor (Proteste), Juliana Moya, diz que o site tem recebido constantes reclamações e dúvidas de clientes. "A tarifa de conta de luz é mais complexa, porque leva em conta o consumo dos últimos meses do consumidor, que pode não ter percebido a mudança de hábito durante esses meses. É preciso primeiro se certificar de que o consumo não foi alterado para então entrar em contato com a Enel. Caso o problema não seja resolvido, pode acionar o Procon ou a Proteste", diz.

Como economizar luz

A Enel indica alguns cuidados para economizar energia e diminuir o valor da conta de luz:

A recomendação é ficar o mínimo possível no banho com chuveiros elétricos. O banho de 15 minutos por dia, por pessoa, para uma família de quatro pessoas, equivale ao consumo de energia de mais de 400 lâmpadas LED de 13W ligadas por uma hora, o que corresponde a cerca de R$ 100 na conta. Ao utilizar o chuveiro elétrico na posição morno ou verão, haverá uma economia de cerca de 30%, ou seja, R$ 30;

Aquecedores podem chegar a corresponder a 1/3 do gasto doméstico com eletricidade no inverno. Evite deixar o aquecedor ligado por longos períodos e utilize-o apenas quando estiver no ambiente;

Aproveite a luz natural e abra janelas e cortinas durante o dia. Para paredes e tetos, dê preferência às cores claras, que refletem melhor a luminosidade. Troque lâmpadas incandescentes por fluorescentes ou LED, que consomem de 60% a 80% menos energia;

Não deixe a TV ligada sem que haja alguém assistindo. Programe o timer (desligamento automático). No caso do computador, desligue o aparelho sempre que ficar mais de 2 horas sem utilização; e o monitor, a partir de 15 minutos;

Desligue ou tire da tomada quando não estiver usando um eletrodoméstico. Não deixe os aparelhos em stand-by;

Utilize a capacidade máxima das máquinas de lavar e secar. Nas máquinas de lavar, fique alerta à quantidade de sabão, evitando repetir a operação de enxágue. Para as máquinas que têm a função de água aquecida, a empresa recomenda não usar esse recurso. Quanto às secadoras, utilize-as apenas quando realmente necessário;

Não abra a porta da geladeira desnecessariamente. Verifique se a borracha de vedação da porta está cumprindo sua função e nunca utilize a parte traseira do equipamento para secar roupas ou sapatos;

Escolha eletrodomésticos de baixo consumo de energia. Procure por aparelhos com selo do Procel (no caso de nacionais), preferencialmente com alta eficiência energética, ou Energy Star (no caso de importados).


Fonte: Terra


 

Pesquisar




X



















© SITE DA GRANJA. TELEFONE E WHATSAPP 9 8266 8541 INFO@GRANJAVIANA.COM.BR