Fone: (11) 4617-3641 | Quem Somos | Anuncie Já | Fale Conosco            
sitedagranja
| booked.net | Newsletter

ASSINE NOSSA
NEWSLETTER

ASSINAR

| Anuncie Aqui
Voltar

18/09/2008

Condomínios

Com relação ao transporte público na Granja, temos recebido muitas reclamações.


Com relação ao transporte público na Granja, temos recebido muitas reclamações.
Principalmente em relação ao acesso aos condomínios mais distantes, que não são servidos por linhas de ônibus, deixando a comunidade a pé em trajetos muito longos, sem iluminação e segurança.
Por exemplo:
Fomos ouvir as pessoas que transitam pela Estrada Fernando Nobre.
A reclamação é geral.
A estrada, é servida por 3 municípios (Cotia/Jandira/Barueri), onde um joga a responsabilidade para o outro e aqueles 7 quilômetros de acesso aos Condomínios Forest Hills e Nova Higienópolis, ficam sem condução.
Além da estrada não ter calçadas, o que faz com que as pessoas andem pela rua, a única linha de ônibus ali é uma que sai do Terminal e vai até o São Fernando, e depois volta ao Terminal.
Ou seja, quem trabalha nos condomínios mais para a frente, tem que ir e voltar a pé, pois não tem opção.
Lembrando que a Estrada Fernando Nobre tem sido o alvo preferido dos ladrões, por conta da falta de iluminação e das lombadas existentes.
Quem não tem carro, sofre com isso.

Outro exemplo clássico é o Fazendinha, com vários outros condomínios ali dentro, e nenhum transporte público, pois já está em Carapicuíba.
Tantos condomínios, e os trabalhadores fazem verdadeiras jornadas a pé para irem e virem, todos os dias, sob sol ou chuva!!!
Os granjeiros motorizados, muitas vezes, nem se dão conta da situação... até o carro quebrar, ou até não poderem dirigir, por alguma razão...
E ainda temos os nossos adolescentes que querem ser independentes, e os pais ficam a mercê da sorte.

Uma solução, seria a parceria entre as Prefeituras, que com certeza beneficiariam a população que por ali transita, colocando transportes alternativos de baixo custo, e rateando eventuais receitas entre os municípios envolvidos e beneficiando a população.

Seguem abaixo depoimentos de moradoras da Fernando Nobre



"É necessário uma infra estrutura em transporte público mesmo que a demanda seja pequena, afinal como ficam os nossos filhos que por vezes querem ser independentes e exercer seu direito de "ir e vir" sozinhos (pra não pagar o mico de pegarem sempre caronas com os pais). Existe também a dificuldade das pessoas que trabalham nas casas da região e que não tem transporte próprio. No meu caso especificamente, se houver transporte público na região, eu só usarei o carro para trajetos longos, como ir a São Paulo por exemplo".

Elis Pinheiro



"Na verdade o transporte público de Cotia em geral é um descaso total em todos os aspectos. Os pontos são desativados sem nenhuma explicação: antigamente tinha um ponto no km 24,5 sentido Cotia que de uma hora para outra foi ignorado pelos motoristas, ou a pessoa desce na passarela do 24 ou na passarela do 25, quem mora nesse meio precisa encontrar um caminho alternativo pelo meio do bairro aumentando significativamente o percurso a pé. Agora vejo as pessoas andando a pé pela Raposo até o ponto que fica a frente da Nielsen, pois não existe calçada naquele trecho, somente um barranco. Tirar um ponto do lugar não significa que as pessoas poderão deixar de utilizar-se do transporte público. Fora que outros pontos não tem sinalização alguma, vejo que os ônibus param na frente do Jd. Semiramis e logo em seguida na entrada da Dona Deola, mas nenhum desses locais tem alguma indicação de ser um ponto de ônibus".

Susi








 

Pesquisar





















© SITE DA GRANJA. TELEFONE E WHATSAPP 96948-3326 INFO@GRANJAVIANA.COM.BR