TELEFONE E WHATSAPP 9 8266 8541 | Quem Somos | Anuncie Já | Fale Conosco              
sitedagranja
| Newsletter

ASSINE NOSSA
NEWSLETTER

ASSINAR

| Anuncie Aqui

TV Jardim Voltar

09/09/2005

Lendas do Vinho parte I


Tenho em mim todos os sonhos do mundo” Fernando Pessoa

Hoje, terça-feira, dia 30 de Agosto, como muitos outros dias, acordei sonhando com a vida. E nada mais sonhador do que pensarmos em Fernando Pessoa. Palavras que encantam o mundo. Para mim a vida sempre foi de sonhos e lendas que viram “realidade” dentro dos meus sonhos e ás vezes na minha vida real. E tive a idéia de mostrar um pouco dos sonhos e da imaginação do povo, que os levam a acreditar em lendas e sonhos. E por que não acreditar? É tão bom viver a fantasia, nem que seja por alguns instantes. O vinho como sempre falo, é uma bebida que nos faz sonhar. E porque não falar das lendas que o circundam?! Existem algumas, por isso temos que ir por partes.

SURGIMENTO DO VINHO

Há inúmeras lendas sobre onde teria começado a produção de vinhos e a primeira delas está no Velho Testamento. O capítulo 9 do Gênesis diz que Noé, após ter desembarcado os animais plantou um vinhedo do qual fez vinho, bebeu e se embriagou. A questão mais complicada é onde morou Noé antes do dilúvio. Onde quer que ele tenha construído a Arca, ele tinha vinhedos e já sabia fazer o vinho. As videiras, logicamente faziam parte da carga da Arca. Uma especulação interessante é que Noé teria sido um dos muitos sobreviventes da submersão de Atlântida.

Na Galícia também existe uma figura legendária denominada Noya, que os sumérios da Mesopotâmia diziam ser uma espécie de deus do mar denominado Oannes. Também interessante é que, na mitologia grega, Dionísio, deus do vinho, foi criado por sua tia Ino, uma deusa do mar, e a palavra grega para vinho é “oinos". O vinho está relacionado à mitologia grega. Um dos vários significados do Festival de Dionísio em Atenas era a comemoração do grande dilúvio com que Zeus (Júpiter) castigou o pecado da raça humana primitiva. Apenas um casal sobreviveu. Seus filhos eram: Orestheus, que teria plantado a primeira vinha; Amphictyon, de quem Dionísio era amigo e ensinou sobre vinho; e Helena, a primogênita, de cujo nome veio o nome da raça grega.

A mais citada de todas as lendas sobre a descoberta do vinho é uma versão persa que fala sobre Jamshid , um rei persa semimitológico que parece estar relacionado a Noé, pois teria construído um grande muro para salvar os animais do dilúvio. Na corte de Jamshid, as uvas eram mantidas em jarras para serem comidas fora da estação. Certa vez, uma das jarras estava cheia de suco e as uvas espumavam e exalavam um cheiro estranho sendo deixadas de lado por serem inapropriadas para comer e consideradas possível veneno. Uma donzela do harém tentou se matar ingerindo o possível veneno. Ao invés da morte ela encontrou alegria e um repousante sono. Ela narrou o ocorrido ao rei que ordenou, então, que uma grande quantidade de vinho fosse feita e Jamshid e sua corte beberam da nova bebida.



NA PROXIMA COLUNA, LENDAS PARTE II
A LENDA DO GALLO NERO
HISTÓRIA DO CHIANTI CLÁSSICO

Abraços,


Veja mais

Vinho branco no verão
Manoel Beato – O Sommelier do momento
Feliz 2006
Novidades do mundo do vinho 2
Brasil e a safra de 2005
Panettone e Sauternes – Casamento Perfeito
Personalidade do Mundo do Vinho - Paul Hobbs
Novidades do mundo do vinho
Um vinho e um lugar
Pratos japoneses e vinhos
Personalidade do MUNDO do VINHO
Dicas do mês
Festival do morango e do vinho
Churrasco e Vinho
Lenda do Gallo Nero
Vinho biodinâmico, natural e orgânico
Diferença entre espumantes
Guia de Vinhos
Degustação Gula - Sicília
Vinhos em Campos do Jordão

 




Pesquisar




X























© SITE DA GRANJA. TELEFONE E WHATSAPP 9 8266 8541 INFO@GRANJAVIANA.COM.BR