TELEFONE E WHATSAPP 9 8266 8541 | Quem Somos | Anuncie Já | Fale Conosco              
sitedagranja
| Newsletter

ASSINE NOSSA
NEWSLETTER

ASSINAR

| Anuncie Aqui

de Olho na Granja

18/02/2020

Movimentos Cidadãos


É com muita honra e alegria que inauguro esta coluna! Será um prazer dividir com você, caro leitor, um pouco do que acontece em nossa região no âmbito da cidadania e de ações relacionadas à sustentabilidade ambiental e social.

Tenho 46 anos, sou casada há quase 20 e mãe de dois filhos adolescentes, além de três cães. Moramos na Granja Viana desde 2005, mas apenas a partir de 2009 passei a conhecer mais a região, pois tivemos negócio aqui, no segmento de serviços automotivos (antes eu trabalhava em uma empresa em SP), o que foi uma grande oportunidade de conhecer melhor as características e dificuldades da localidade. A preocupação com o meio ambiente já era prioridade: logo no início conhecemos a Coopernova (única cooperativa de reciclagem de Cotia até hoje) e foram nossos parceiros durante os 4 anos que funcionamos: semanalmente coletavam os materiais recicláveis da oficina de funilaria e pintura. Posteriormente, indiquei no condomínio onde moro e a coleta é feita desde então, há alguns anos.

Aos poucos fui conhecendo projetos sociais como o Projeto Âncora, a Casa do Moinho (onde sou professora voluntária desde 2013), a ANUEPO, a Associação São Joaquim para a Maturidade, a APAE, a Casa de Apoio e outros. Também movimentos como o MDGV (Movimento em Defesa da Granja Viana), formado em 2009 por um grupo de pessoas que lutaram contra a derrubada de uma extensa área verde, que daria lugar a mais um empreendimento imobiliário. E ainda grupos como o Transition Granja Viana, responsável pela criação da EcoFeira Granja Viana, do Mercado de Trocas e de outras diversas ações pela comunidade.

Uma das experiências mais intensas que vivenciei como cidadã foi pela segurança. Em abril/2017 montamos um grupo com síndicos e representantes dos residenciais, além de moradores de duas ruas principais do nosso entorno. Meu incômodo era o fato de cada um estar “entre seus muros”, individualmente tentando melhorias para a região. Pouco mais de 1 ano e meio depois, em agosto/2018 infelizmente ocorreu a morte de uma vítima de assalto, ao sair do Shopping Granja Viana. Batizado de “Granja Viana pela Paz”, o movimento culminou na manifestação pela segurança, realizada em 02.09.2018. Os resultados? Não cabe mensurá-los em números, mas sim pela valiosa experiência de ver tantas pessoas empenhadas por algo de interesse coletivo, saindo de suas casas em um domingo ensolarado para demonstrarem sua indignação.

Entretanto, como costumo comentar pessoalmente ou em redes sociais, precisamos praticar continuamente essa cidadania. No caso específico da segurança, o Conseg* (Conselho de Segurança) é o fórum adequado, em que representantes das autoridades responsáveis estão presentes e a população precisa ouvir e opinar, além de levar suas demandas.

Outro movimento constituído por moradores da região que surgiu mais recentemente, em outubro/2019, é o SOS Raposo, um pedido de socorro para a nossa quase intransitável Rodovia Raposo Tavares. Foi criado um abaixo-assinado como parte de um conjunto de ações, cujo principal objetivo é chamar a atenção das autoridades, principalmente do Governo do Estado, para o caos enfrentado diariamente por milhares de pessoas. Mais de 10 mil pessoas já assinaram, mas é necessário muito mais para, de fato, sensibilizar o poder público e ter resultados concretos. Estão envolvidos moradores, trabalhadores, além de comerciantes e empresas da região.  

Esses são apenas dois exemplos que ilustram a união de pessoas comuns, motivadas pela necessidade de solucionar problemas. Sem dúvida outras tantas já aconteceram e continuarão sendo organizadas por cidadãos que se unem e arregaçam as mangas, em benefício da comunidade. Localmente, em bairros, bolsões, residenciais ou condomínios, muitas pessoas unidas fazem acontecer!

É preciso que cada um de nós comece, dentro das suas possibilidades, a acreditar que dá para melhorar participando mais, criando redes colaborativas e trocando experiências. Não podemos esperar o outro resolver, cobrar o outro, reclamar nas redes sociais ou apenas criticar, temos que ir à luta! A mudança de nosso entorno depende de nós!

E você, o que te move a participar de uma ação? Tem um exemplo para contar de mobilização que teve resultado? Escreva e conte para compartilharmos aqui: marise.uemura@gmail.com


Veja mais

Histórias inspiradoras
Ações solidárias
Notícias boas
Movimentos Cidadãos
A jovem Greta

 


Marise Barbosa Uemura

Marise é  Professora de empreendedorismo, pesquisadora e doutoranda em Administração de Empresas na FEAUSP. Moradora da Granja há 15 anos, acredita na educação e na prática da cidadania para transformar realidades. Como ativista social e ambiental, luta por um planeta mais sustentável e por uma Granja melhor para os granjeiros. “A melhoria de nosso entorno depende de nós! Juntos somos mais fortes!”

Pesquisar




X























© SITE DA GRANJA. TELEFONE E WHATSAPP 9 8266 8541 INFO@GRANJAVIANA.COM.BR