TELEFONE E WHATSAPP 9 8266 8541 | Quem Somos | Anuncie Já | Fale Conosco              
sitedagranja
| booked.net | Newsletter

ASSINE NOSSA
NEWSLETTER

ASSINAR

| Anuncie Aqui

Colunas Site da Granja Voltar

16/07/2009

Os cuidados com nossos olhos em cada fase da vida


Logo ao nascimento o cuidado com os olhos é importante e realizado com o exame do reflexo vermelho e mapeamento da retina. As chamadas doenças congênitas, como a catarata, o glaucoma e a retinopatia da prematuridade, já estão presentes quando a criança nasce. Em sua maioria elas têm boas chances de cura. Diagnostico e tratamento precoces são fundamentais para a manutenção da acuidade visual nos níveis desejados, sem seqüelas permanentes.

E na infância, como os pais devem proceder?

Além de visitar o pediatra, a criança deve ser levada todo ano ao oftalmologista. É nessa fase que costumam se manifestar patologias como o estrabismo e os chamados "erros de refração" – miopia, hipermetropia e astigmatismo. Necessitam acompanhamento constante pois podem aumentar com a idade e prejudicar a criança na escola. Infecções como a conjuntivite também são comuns e precisam ser tratadas rapidamente para evitar maiores conseqüências.

É importante observar se a criança esfrega os olhos ou pisca muito; apresenta dificuldade para ler o que está no quadro-negro da escola; usa o dedo como guia ao ler; fecha ou tampa um olho para enxergar melhor; coloca a cabeça em posições difíceis para ler; coloca o objeto de leitura muito perto do rosto; ou ainda se tem os olhos vermelhos. Dores de cabeça nessa idade também podem indicar problemas visuais.

Quais são as queixas mais comuns dos adolescentes e adultos?

Nos adolescentes as dificuldades para enxergar e as dores de cabeça causadas por erros de refração (“graus”) são os campeões de queixa. É comum a doença evoluir e os óculos ou lentes deixarem de ser adequados. O uso errado de lentes de contato também é fonte de problemas visuais e infecções. Por isso recomenda-se aos adolescentes usuários de óculos ou lente de contato o exame de refração anual. Já os adultos com mais de 40 anos devem estar atentos à chamada presbiopia, popularmente conhecida por "vista cansada", que prejudica a visão de perto. Nestes casos, o grau aumenta progressivamente até por volta dos 60 anos e deve ser corrigido para obtermos o melhor conforto visual.

E a terceira idade?

Essa é a etapa da vida em que o cuidado com os olhos deve ser mais constante. A doença mais comum dessa fase é a catarata. Por definição, catarata é a opacidade da lente natural e transparente chamada cristalino e tem como sintoma a diminuição da acuidade visual. O tratamento efetivo é a substituição cirúrgica da lente opaca e implante de lente intra-ocular artificial e transparente. A moderna cirurgia é denominada Facoemulsificação, com incisão de 2-3mm e utilização de lentes intra-oculares dobráveis. Como resultado, esta técnica oferece recuperação visual mais rápida, menor possibilidade de inflamação e infecção intra-ocular.

Outras patologias que merecem atenção especial: glaucoma, que pode levar à cegueira irreversível se não for tratado; alterações causadas pela hipertensão arterial e diabete. O exame do mapeamento da retina é essencial pois a grande maioria os casos são assintomáticos, ou seja, não apresentam sintomas como dor, ardor ou coceira.

Como prevenir a deficiência visual ou cegueira?

As doenças que causam deficiência visual ou cegueira podem aparecer em qualquer fase da vida. Além dos problemas congênitos já citados, algumas situações como estrabismo e ambliopia (olho preguiçoso) são passíveis de tratamento. Causas freqüentes de ambliopia: estrabismo (desvio dos olhos) e anisometropia (diferença importante do grau entre os dois olhos). O tratamento é eficiente se realizado até os 7 anos. Após esta idade os resultados do tratamento são significantemente menos eficientes, com seqüelas permanentes para a acuidade visual das crianças. Podem levar à deficiência visual por falta de estímulo visual adequado.

Nos adultos, o diabete e as degenerações são causas importantes de baixa acuidade visual. Glaucoma, hipertensão arterial, doenças reumatológicas como a artrite reumatóide e o lúpus, também podem afetar a visão de modo irreversível.

Uma vez que em muitos casos as afecções oculares são assintomáticas, a Medicina Preventiva é importante instrumento para diagnóstico precoce. Avaliação oftalmológica periódica e seguir rigorosamente o tratamento pode evitar a progressão e agravamento do quadro, evitando a conseqüência mais grave - deficiência visual e cegueira.

Dra Juliana Freire
Fellow em Cirurgia de Retina e Vítreo na Escola Paulista de Medicina / Universidade Federal de São Paulo – UNIFESP.
Especialista em Oftalmologia Pediátrica e tratamento Clínico e Cirúrgico da Retina e Vítreo,
Título de especialista pelo Conselho Brasileiro de Oftalmologia / CBO – Associação Brasileira de Medicina / AMB.
Médica Oftalmologista da Gran Clinic.

Dr Francisco Seixas Soares
Graduado pela Escola Paulista de Medicina / Universidade Federal de São Paulo – UNIFESP.
Pós-graduação, nível Doutorado em Cirurgia de Catarata pela Escola Paulista de Medicina / Universidade Federal de São Paulo – UNIFESP.
Título de especialista pelo Conselho Brasileiro de Oftalmologia / CBO – Associação Brasileira de Medicina / AMB.
Médico Oftalmologista e diretor da Gran Clinic



Veja mais

Desmitificando a hérnia de disco
TV Vagalume: Chorou ganha colo
TV Vagalume: A criança faz parte da tribo família
Bolo improvisado por Natureba TV
Queijo Vegano no Natureba TV
Batata Chips de forno que não gruda
TV Vagalume: Ajudando as crianças a lidar com a raiva
TV Vagalume: A quietude na convivência com as crianças
O que fazer quando a criança faz birra?
Biscoitos de Polvilho Colorido no Natureba TV
Leite de Coco caseiro no Natureba TV
Mousse de Chocolate na NaturebaTV
Naturvin - Cooperativa de Vinhos Naturais
Vinhos libaneses
Vinhos da Provence
Expovinis Brasil 2015
Amor e Vinho
Você sabe o que é SO2?
Degustando vinhos naturais - parte 1
Os vinhos naturais

 




Pesquisar




X

















© SITE DA GRANJA. TELEFONE E WHATSAPP 9 8266 8541 INFO@GRANJAVIANA.COM.BR