TELEFONE E WHATSAPP 9 8266 8541 | Quem Somos | Anuncie Já | Fale Conosco              
sitedagranja
| Newsletter

ASSINE NOSSA
NEWSLETTER

ASSINAR

| Anuncie Aqui

Varal com texto Voltar

12/08/2010

Como identificar manchas e pintas


Manchas e pintas todos nós temos, em maior ou menor escala, espalhadas pelo nosso corpo. E a cada ano o número de casos de câncer de pele está aumentado. Isso porque os raios ultravioleta estão cada vez mais agressivos. O melanoma é um câncer maligno da pele cuja principal característica é uma mancha escura e irregular. Ocorre que num determinado momento fica difícil distinguir o melanoma ou mesmo outros tipos de lesões que também podem ser escuros e irregulares sem a ajuda de um aparelho. E o médico pode mandar tirar uma pinta que não tem nenhum problema. E pode ignorar, porque está no começo, uma pinta que tenha câncer. Agora você pode se prevenir de forma prática, rápida e indolor, com a dermatoscopia digital que auxilia no diagnóstico e prevenção do câncer de pele.

A dermatoscopia é um aparelho que permite em tempo real, avaliar lesões pigmentadas da pele, definindo sua natureza, distinguindo-as como lesões benignas, suspeitas ou altamente suspeitas de melanoma (câncer da pele maligno), e indicando ou não a necessidade de retirada cirúrgica.

Neste procedimento o dermatologista examina sua pele com a ajuda de um aparelho, o dermatoscópio digital, que permite uma visualização das estruturas internas da pele, sem nenhum traumatismo ou corte. O médico realiza este procedimento antes de biopsiar lesões escuras da pele, sendo uma triagem do que deve ser retirado cirurgicamente ou não.

As lesões são fotografadas e suas imagens armazenadas para poderem ser reavaliadas e comparadas no futuro.

É um exame complementar que requer experiência específica do dermatologista, cujo objetivo é acrescentar mais precisão ao exame dermatológico.

MELANOMA
O melanoma é o mais grave câncer de pele e sua incidência está cada vez mais alta, em parte devido ao aumento das radiações solares pela diminuição da camada de ozônio.

Embora o melanoma seja curável, quando descoberto na sua fase inicial, muitos pacientes ainda morrem deste tipo de câncer de pele – até mesmo jovens.

Dermatoscopia - Vantagens
- aumenta a credibilidade para a retirada cirúrgica das lesões
- auxilia o diagnóstico precoce do melanoma cutâneo
- indica se uma lesão precisa ser retirada com extensa margem de segurança ou não
- permite que lesões benignas sejam acompanhadas, evitando-se biópsias desnecessárias e muitas vezes traumáticas
- documentação digital das lesões

Melanoma - Grupos de risco
Alguns indivíduos têm risco maior que outros:
- indivíduos de pele clara que ficaram muito expostos ao sol, em especial na infância ou adolescência
- pacientes com muitos sinais escuros (nevos melanocíticos), em particular sinais escuros grandes e irregulares (nevos melanocíticos displásicos)
- um ou mais casos de melanoma na família
- história pessoal de melanoma

Melanoma - Áreas de maior risco
Tanto as expostas quanto as protegidas do sol:
- pernas (local mais comum nas mulheres brancas)
- dorso (nos homens brancos)
- plantas dos pés (nas mulheres e homens negros)
O melanoma surge mais comumente na pele normal, mas tem diferença em relação às outras pintas, sendo um sinal escuro que cresce rápido, que pode mudar de cor, e até coçar e sangrar.

Melanoma - Regra A-B-C-D-E
Se mais de um dos critérios abaixo for aplicado, entre em contato com seu dermatologista:
A - Assimetria
B - Bordas (extremidades irregulares, borradas ou denteadas)
C - Cor (marrom / preto / áreas avermelhados ou brancas)
D - Diâmetro (mais de 6 milímetros)
E - Evolução (mudanças da lesão)

Mudanças que podem ser sinal de alarme
- alteração de cor (escurecimento, mudança da cor original, múltiplas cores)
- alteração de tamanho (aumento, diminuição, elevação)
- alteração ao redor da lesão (vermelhidão, clareamento, inchaço)
- alterações sensitivas (coceira, ardência, queimação, sensação estranha)
- sangramento na lesão
- novas lesões

Karina Nunes
  • Médica Dermatologista formada pela Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo
     
  • Título de Especialista em Dermatologia pela Sociedade Brasileira de Dermatologia
     
  • Membro efetivo da Sociedade Brasileira de Dermatologia
     
  • Médica Clínica formada pela Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo
     
  • Título de Especialista em Clínica Médica pela Sociedade Brasileira de Clínica Médica e Associação Médica Brasileira
     
  • Filiada ao Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo sob o número 127072
     
  • Publicações de artigos em revistas, jornais e congressos médicos
     
  • Participação ativa em congressos de Dermatologia Brasileiros e Internacionais
     
  • Dermatologia Clínica, Cirúrgica e Estética em adultos, crianças, idosos e gestantes
     


Veja mais

Do privilégio ao exercício da responsabilidade
Espaço Integração 17 anos
Sustentabilidade em foco
Sobre a atuação da jovem Greta
Desmitificando a hérnia de disco
TV Vagalume: Chorou ganha colo
TV Vagalume: A criança faz parte da tribo família
Bolo improvisado por Natureba TV
Queijo Vegano no Natureba TV
Batata Chips de forno que não gruda
TV Vagalume: Ajudando as crianças a lidar com a raiva
TV Vagalume: A quietude na convivência com as crianças
O que fazer quando a criança faz birra?
Biscoitos de Polvilho Colorido no Natureba TV
Leite de Coco caseiro no Natureba TV
Mousse de Chocolate na NaturebaTV
Naturvin - Cooperativa de Vinhos Naturais
Vinhos libaneses
Vinhos da Provence
Expovinis Brasil 2015

 




Pesquisar




X





















© SITE DA GRANJA. TELEFONE E WHATSAPP 9 8266 8541 INFO@GRANJAVIANA.COM.BR