TELEFONE E WHATSAPP 9 8266 8541 | Quem Somos | Anuncie Já | Fale Conosco              
sitedagranja
| booked.net | Newsletter

ASSINE NOSSA
NEWSLETTER

ASSINAR

| Anuncie Aqui

Colunas Site da Granja Voltar

18/05/2011

Chorar faz bem. Até debaixo d’água.


“Chover no molhado” todo mundo já ouviu. Mas e chorar no molhado?

Estranho dizer que alguém chora embaixo d"água - se for pensar na quantidade de água que se tem ao redor. Mas é um ótimo lugar para se chorar, caso você tenha vergonha de fazer isso perto dos outros. Com tanta água, quem vai saber que você está chorando, não é mesmo? A não ser que você seja uma daquelas pessoas bem escandalosas, que berra enquanto derrama as lágrimas. Me desculpe, mas nesse caso, ninguém te merece. Coitadinhos dos peixes.

Esses dias, em que eu estava mais sensível por causa daquela minha "amiga" TPM, confesso que chorei debaixo d"água. Aconteceu no SESC, enquanto dava minhas braçadas na piscina olímpica. Tudo começou quando a professora de hidroginástica da turma da piscina ao lado, colocou uma música meio melosa - daquelas que tocam na Antena 1 às dez da noite. Olha...esses professores do SESC são bem ecléticos. Um deles coloca Gipsy Kings para as vovozinhas se sacudirem. O outro, põe umas músicas relaxantes estilo new age, para as velhinhas se alongarem no final das aulas. Lembrei!! A música de fundo para o meu choro foi "Every Breath You Take" do The Police. Me digam, quem é que numa sexta-feira à noite, vai nadar - não em cerveja como as pessoas normais que saem do trabalho fazem - e ainda por cima chora, por causa de uma música dessas? Só eu mesma. Se eu fosse uma pessoa convencional e seguisse as regras ditas pela sociedade, de como se divertir numa sexta à noite, me sentiria uma pessoa looser, fazendo o que estava fazendo. Mas adoro não ser assim...

Voltando às lágrimas, elas caíram e bateram direto nos meus óculos de natação. Demorei a acreditar que não era a água da piscina que tinha entrado neles. Certamente, aquela música foi responsável por aquele episódio dentro d’água. Música é uma coisa que me faz pensar muito na vida, e dependendo da situação, pode me deixar alegre ou triste, em proporções totalmente desproporcionais. Naquele momento, me senti completamente sozinha, apesar de ter uma multidão nadando junto comigo. Se existe um sentimento bizarro, esse sem dúvida é ele: ter um monte de gente em volta, e ainda assim se sentir só. Vai dizer que você nunca sentiu isso alguma vez na vida? Por favor, diga que sim.

Pequeno Momento Feliz: não segurar o choro; se precisar chorar, o faça sem vergonha. E se for embaixo d"água com os tais óculos, melhor ainda. Primeiro, porque ninguém vai notar. Depois, porque seus óculos não vão embaçar por um bom tempo, enquanto estiver nadando. E de quebra, você ainda poderá medir a quantidade de lágrimas derramadas e descobrir em que categoria de chorão você se encontra.

Por Camila


Veja mais

Desmitificando a hérnia de disco
TV Vagalume: Chorou ganha colo
TV Vagalume: A criança faz parte da tribo família
Bolo improvisado por Natureba TV
Queijo Vegano no Natureba TV
Batata Chips de forno que não gruda
TV Vagalume: Ajudando as crianças a lidar com a raiva
TV Vagalume: A quietude na convivência com as crianças
O que fazer quando a criança faz birra?
Biscoitos de Polvilho Colorido no Natureba TV
Leite de Coco caseiro no Natureba TV
Mousse de Chocolate na NaturebaTV
Naturvin - Cooperativa de Vinhos Naturais
Vinhos libaneses
Vinhos da Provence
Expovinis Brasil 2015
Amor e Vinho
Você sabe o que é SO2?
Degustando vinhos naturais - parte 1
Os vinhos naturais

 




Pesquisar




X

















© SITE DA GRANJA. TELEFONE E WHATSAPP 9 8266 8541 INFO@GRANJAVIANA.COM.BR