Praça Niso Vianna perde a identidade 

Azul nas calçadas e exagero de pedras pintadas de branco
 mais fotos:  

Esta semana uma grande polêmica tomou conta das redes sociais na Granja Viana. Na verdade, uma polêmica e um consenso, já que a grande maioria dos granjeiros rejeitou a obra do programa Revitaliza Cotia realizada na Praça Niso Vianna, em frente à Igreja de Santo Antônio, um marco para os moradores do bairro.

Após uma bem vinda limpeza do espaço, o que se viu ali foi a pintura da praça pela Secretaria de Obras do Município nas cores de azul e branco, que estão se tornando a marca do governo Rogério Franco e colorindo assim toda a cidade. Até a pedra escultural que fica na entrada da Granja Viana foi pintada de branco, o que dispensa qualquer comentário em se tratando de uma obra de arte.

Ao executar tal “serviço“ e descaracterizar a praça, a Prefeitura esqueceu não só de ouvir os granjeiros sobre essa intervenção aleatória e de gosto duvidoso, como também da memória cultural da Praça Niso Vianna. Muito mais que uma praça, um marco da história do bairro, onde havia inclusive a pedra fundamental ali colocada por ocasião de sua inauguração em 1971, na presença de Vanetty Vianna, viúva de Niso, homenageado pelo então prefeito de Cotia Kenji Kira.

Anos depois, em 2010, em uma primeira obra de “revitalização” da praça realizada na gestão Carlão Camargo e também alvo de protestos, essa mesma pedra e mais inúmeras árvores plantadas na inauguração foram removidas. Tal descaso não poupou nem o nome da praça, que perdeu um dos “n” de Vianna. (veja aqui matéria publicada na época).

Feia, cafona, triste, horrível, foram alguns dos adjetivos que qualificaram o novo visual da Praça Niso Vianna nos posts do facebook. O site da Granja questionou o novo pároco da Igreja de Santo Antônio para saber se teria partido da paróquia o pedido de reforma da praça, mas o Padre Brás apenas confirmou que foi feita uma solicitação de limpeza e manutenção da praça, não de pintura. Também questionamos a Secretaria de Obras, por meio da Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Cotia, sobre a possibilidade de se voltar atrás e devolver à praça o seu perfil original, mas não recebemos resposta até o fechamento desta edição.

Diante dessa ausência de manifestação da Prefeitura, a única esperança é que dentro do Projeto de Revitalização da Granja Vianna, que está nas mãos do arquiteto granjeiro José Roberto Baraúna Filho, Secretário de Desenvolvimento Urbano, seja feita a restauração da praça, respeitando a sua história, identidade e cultura local. Para o movimento Transition Granja Vianna, é muito importante haver um diálogo entre a comunidade e o poder público em projetos de revitalização de espaços públicos. “O poder público está a serviço da comunidade, e se ele faz intervenções como essa sem ouvir as pessoas que vivem nos locais alvos de projetos, a chance de gerar protestos é imensa. Esse diálogo e essa troca precisam acontecer“, defende Isabella Menezes, respondendo pelo movimento.

Memória da Granja

Com a praça, Niso Vianna foi homenageado pelo então prefeito de Cotia Kenji Kira, e a inauguração do local teve a presença da viúva Vanetty Vianna. Homenagem mais do que merecida pelas obras deixadas por seu esposo. Niso construiu a igreja e fundou a Assistência Social Santo Antônio (ASSA), oferecendo atendimento médico e assistencial aos colonos e trabalhadores da sua fazenda, além de ter cedido terreno para construção do Lar Escola Rotary e do Seminário São Camilo.
Saiba mais acessando http://bit.ly/viannacomdoisenes



25/05/2018


Procure também por:

> Revitaliza
> Cotia
> Granja Vianna
> Praça
> Niso Vianna
> TGV

<< voltar

  • Comentários (0)
  • Comente aqui
  • Indicar para amigo(a)
  • Imprimir
Nenhum comentário.

Preencha os campos abaixo:

Nome:
E-mail:  Exibir e-mail
Título:
Comentário: 
Seu comentário sobre essa matéria, será avaliado
e publicado no prazo máximo de 48 horas.
X7O   

Indique esta notícia a um(a) Amigo(a):

Seu Nome:
Seu E-mail:
Nome Amigo(a):
E-mail Amigo(a): 

newsletteranuncie

Receba nosso informativo semanal