A importância da Cardiologia Infantil 

Por Mônica Krausz

Atividade física pelo menos 3 vezes por semana e alimentação saudável e equilibrada é a indicação da Pediatra e Cardiologista Pediátrica Mariana Marques Dealis Rocha, da Clínica MedSatis - Medicina Integral para que as crianças cresçam sem problemas no coração e se tornem adultos saudáveis. Segundo a especialista formada pelo INCOR/HC, crianças sedentárias, que vivem no computador, no videogame ou à frente da televisão e que ainda se alimentam muito de frituras, doces e fast food, em geral têm muito mais chances de se tornar adultos enfartados. 
 
Dra. Mariana conta que, em função da evolução da medicina, hoje são feitos mais diagnósticos de cardiopatias na infância. “Uma em cada 10 mil crianças apresenta problemas cardíacos, mas felizmente a medicina vem evoluindo muito nesta área, o que facilita o diagnóstico precoce, acompanhamento e tratamento de tais problemas’, explica. Exames como os ecocardiogramas, ressonâncias magnéticas e cateterismos cardíacos são alguns exemplos do progresso nessa área médica.

O cardiologista pediátrico é o médico responsável pelo seguimento clínico de crianças com cardiopatias congênitas (malformações cardíacas desde o nascimento do bebê), além do seguimento de doenças cardíacas adquiridas, como arritmia, hipertensão arterial, elevação do colesterol e triglicerídeos, miocardiopatias e infecção no coração.

Sobre a hipertensão na infância, a Dra. Mariana alerta para a sua relação com a obesidade infantil. ‘Crianças com sobrepeso são mais propensas a desenvolver hipertensão”, comenta. No caso do colesterol alto em crianças, a receita mais uma vez é dieta e exercícios físicos, a menos que seja uma alteração muito grande que necessite medicação.

Como pediatra, Mariana faz o seguimento do ganho de peso, crescimento, alimentação, desenvolvimento neuropsicomotor, vacinação e prevenção de doenças de seus jovens pacientes e ainda tem esse olhar especialista para os coraçõezinhos. Ela conta que com exceção das crianças que já apresentam sintomas de cardiopatias como cansaço intenso e falta de ar frequente, geralmente solicita exames cardiológicos quando as crianças vão iniciar alguma atividade física mais intensa.

Para todas as crianças, a sociedade brasileira de pediatria recomenda consultas de puericultura com a seguinte programação mínima: 1ª consulta precoce – 3 a 7 dias após a alta da maternidade (para solucionar problemas da amamentação e para detectar icterícia neonatal com os retornos indicados); nova consulta no final do 1º mês e mensalmente até o fim do 1º semestre. Consultas aos 6, 9 e 12 meses. Consultas trimestrais no 2º ano, semestrais no pré-escolar. Anuais no escolar. Se em qualquer ocasião forem detectados problemas ou desvios da normalidade, consultas extras devem ser marcadas mensalmente ou quantas vezes forem necessárias.

Dra. MARIANA MARQUES DEALIS ROCHA
CRM/SP 149996
Médica formada pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Pediatra formada pelo Hospital Municipal Dr. Mario Gatti
Cardiologista Pediatra formada pelo Instituto do Coração INCOR/HC FMUSP
MedSatis – Medicina Integral
Especialistas em Pediatria, Cardiologia Infantil, Medicina do Esporte e Medicina Antroposófica
FONE: 2898-6095/ 99230-7005
ROD. RAPOSO TAVARES KM 22 - COTIA - SP
THE SQUARE OPEN MALL - BLOCO F - SALA 2
medsatis.com.br

 



08/11/2017


Procure também por:

> cardilologia infantil
> MarianaMarques Dealis Rocha

<< voltar

  • Comentários (0)
  • Comente aqui
  • Indicar para amigo(a)
  • Imprimir
Nenhum comentário.

Preencha os campos abaixo:

Nome:
E-mail:  Exibir e-mail
Título:
Comentário: 
Seu comentário sobre essa matéria, será avaliado
e publicado no prazo máximo de 48 horas.
Y8P   

Indique esta notícia a um(a) Amigo(a):

Seu Nome:
Seu E-mail:
Nome Amigo(a):
E-mail Amigo(a): 

newsletteranuncie

Receba nosso informativo semanal