Fone: (11) 4617-3641 | Quem Somos | Anuncie Já | Fale Conosco            
sitedagranja
| booked.net | Newsletter

ASSINE NOSSA
NEWSLETTER

ASSINAR

| Anuncie Aqui
Voltar

05/12/2011

Notícia - Vigilância Sanitária realiza

A Secretaria da Saúde, por meio da Vigilância Sanitária, vem realizando inspeção nas feiras livres.


A Secretaria da Saúde, por meio da Vigilância Sanitária, vem realizando inspeção nas feiras livres. A medida visa orientar boas práticas de manipulação e armazenamento dos alimentos. "Nosso objetivo inicial é realizar um trabalho educativo direcionado aos feirantes que comercializam produtos alimentícios, para que a população os adquira em melhores condições de higiene e em boas condições de consumo. Não há caráter punitivo, salientou o coordenador da Vigilância Sanitária Carlos Eugênio Caiuby.

Diante do número de denúncias recebidas pelo departamento de Vigilância Sanitária da Secretaria da Saúde, os fiscais sanitários Ednaldo Silva e Anderson Oliveira estão orientando e notificando os feirantes para cadastramento na Vigilância Sanitária e adequação de suas bancas. Com esta medida, a Vigilância Sanitária quer evitar que a população consuma produtos contaminados ou com sua qualidade comprometida, expostos à ação de moscas e outros insetos, à indevida manipulação de consumidores e em condições de temperatura que comprometem a sua conservação.

"Considerando que as barracas estarão totalmente adequadas, os proprietários e consumidores poderão constatar que por meio desta ação todos vão ganhar. O resultado é uma feira com mais qualidade e adequada às normas estabelecidas pela legislação em vigor para a comercialização de produtos alimentícios", salientou o fiscal sanitário Ednaldo Silva.

Além disso, os fiscais vêm orientando os feirantes sobre as Boas Práticas de Manipulação de Alimentos, cuidados desde a aquisição, transporte, armazenamento, higienização e descarte dos produtos. Alguns cuidados estão sendo exigidos, como por exemplo, o uso de avental e touca, higienização das mãos, cobertura das bancas para que os produtos não fiquem expostos indevidamente, armazenamento correto (principalmente de produtos perecíveis) temperatura adequada, armazenamento e destino do lixo.

"É necessário ficar atento sobre a forma de guardar produtos perecíveis como peixes, carnes e frango. O correto é que sejam acomodados em caixas térmicas para que não ocorra deteriorização e contaminação", destacou o fiscal sanitário Anderson Oliveira.

Pastéis e outros salgados consumidos quentes terão que ser colocados em estufas, em condições de temperatura que não comprometa a sua qualidade. O alerta também foi transmitido para quem conta com molhos e temperos. "Esses produtos terão que ser embalados, rotulados e com data de validade impressa visível nas embalagens, citou o coordenador da Vigilância Sanitária Carlos Eugênio.

Carlos Eugênio informou que em breve, novas reuniões serão agendadas com os proprietários dos demais segmentos da feira. "Ao mesmo tempo em que os feirantes estão sendo notificados a se adequarem às normas sanitárias de comercialização de produtos comestíveis, um trabalho em parceria entre a Secretaria de Cultura e Turismo, Saúde e o Sebrae está sendo realizado. A parceria consiste numa palestra sobre o Programa Alimentos Seguros, que vocês poderão confirmar que será muito útil ao trabalho de vocês", declarou Ednaldo Silva.

O Coordenador da Vigilância Sanitária declarou que seguindo uma determinação dos secretários da saúde Moisezinho e Toninho Melo, a Secretaria da Saúde, pretende continuar contando com o apoio da população que atua como fiscais encaminhando e-mails com denúncias ou por meio de reclamações realizadas via telefone.

Já, em relação a esta aproximação entre o poder público e os feirantes, é grande a expectativa em torno da adequação às normas e as vantagens de um trabalho realizado em parceria.

Para os feirantes Helen Mayumi Shiota e Shiro Sasakai, "muitas vezes com a agitação do dia a dia, não prestamos atenção aos detalhes que fazem a diferença. Com a fiscalização recebemos orientação e informações muito importantes".

"Tenho a sensação de que este é um trabalho pioneiro realizado pelo município onde há orientação e ainda sugestões de palestras e cursos. Vejo que prevalece o ato de orientar e normatizar, ao invés de impor a conduta da punição", finalizou Shiro Sasaki.
A Secretaria da Saúde orienta que as pessoas devem observar a qualidade dos produtos que adquirem nas feiras livres. O coordenador da Vigilância Sanitária Carlos Eugênio destacou que após serem inspecionados e notificados para regularizar suas atividades, a fiscalização será rigorosa com os feirantes, mas sempre observando o bom senso para que eles e os consumidores não sejam prejudicados.

Mais informações

Secretaria da Saúde - Avenida Professor Manoel José Pedroso, 1401, de segunda a sexta-feira, das 8h às 16 horas, ou pelo telefone 4616-9115.

As quintas, o departamento de Vigilância Sanitária realiza atendimento ao público.








 

Pesquisar





















© SITE DA GRANJA. TELEFONE E WHATSAPP 96948-3326 INFO@GRANJAVIANA.COM.BR