TELEFONE E WHATSAPP 96948-3326 | Quem Somos | Anuncie Já | Fale Conosco            
sitedagranja
| booked.net | Newsletter

ASSINE NOSSA
NEWSLETTER

ASSINAR

| Anuncie Aqui
Voltar

15/02/2012

Vacinas:

Por Layla MarquesVamos combinar, raramente guardamos nossa carterinha de vacinação.


Por Layla Marques

Vamos combinar, raramente guardamos nossa carterinha de vacinação. Não é verdade? Mas, você sabia que elas podem salvar a sua vida? Principalmente se falarmos de doenças como Hepatite ou Febre Amarela, por exemplo. Esta última, contudo, é solicitada frequentemente principalmente para quem vai viajar para determinados Estados brasileiros ou países, sabia? Pensando nisso, o Site da Granja entrevistou duas pediatras da Granja Viana para esclarecer algumas dúvidas. Confira.

Quando crianças estamos suscetíveis a um maior numero de infecção e, por esta razão, as vacinas são extremamente importantes. É o que explica a pediatra e nutróloga Lilian Zaboto: "durante a infância, as crianças passam por uma série de infecções transmissíveis. Algumas delas são leves e inevitáveis como os resfriados, diarréias etc. Entretanto, há outras infecções que podem ser graves ou ter complicações mais importantes como a difteria, a coqueluche, o tétano, a poliomielite, o sarampo, a caxumba, a rubéola etc. que podem ser evitadas graças às vacinas".

Embora nem todas as vacinas tenham 100% de eficácia, a maioria delas oferece mais de 80% de proteção, o que justifica a vacinação e a responsabilidade de prevenir-se de doenças que podem, inclusive, matar.

O que muitas vezes pode impedir as pessoas de se vacinarem é o medo da reação que ela pode causar. Lilian Zaboto tranquiliza explicando que, como qualquer medicação, as vacinas têm seus riscos, ainda que muito pequenos. Mas "serão sempre muito menores do que os que corremos se não nos vacinarmos e adoecermos". Geralmente, as vacinas podem desencadear reações leves como inflamação e dor local, febre, mal-estar e perda de apetite. Raramente, podem ocorrer reações mais sérias como choro contínuo do bebê por mais de três horas, convulsão associada à febre, reações anafiláticas, alteração de consciência e coma.

Bate-bola com a Dra. Ana Patricia Von Bülow:

Site da Granja: Como podemos definir a vacina e qual a sua importância?

Dra. Ana Patricia Von Bülow:
A vacina é o procedimento que possibilita maior impacto na redução de doenças. Por meio dela, o indivíduo recebe a bactéria ou o vírus modificado e atenuado e o organismo fabrica os anticorpos que são as defesas contra o agente da vacina aplicada.

Site da Granja: Há diferentes tipos de vacina? Quais são elas?

Dra. Ana Patricia:
Hoje dispomos de um grande número de vacinas que imunizam contra várias doenças. São elas:

BCG Intradérmica
CÓLERA / E. coli
DUPLA DT (Difteria e Tétano)
FEBRE AMARELA (credenciada oficial)
FEBRE TIFÓIDE
GRIPE (Influenza Conjugada)
HAEMOPHILUS Influenza tipo B (Hib)
HEPATITE A
HEPATITE B
HEPATITE A e B (combinada) infantil e adulto
HPV (Papilomavírus humano)
HEXA (DPT Acel(Dift+Tét.+Coq)+Salk+Hib+Hep B)
PNEUMO 23
PENTA (DPT Acel (Dift+Tét+Coq) + Salk + Hib)
ROTAVÍRUS
SABIN (Poliomielite Oral)
SALK (Poliomielite Inativada- IPV)
TÉTANO
TETRAVIRAL (Sar + Cax + Rub + Varicela)
VARICELA (CATAPORA)
Entre outras.

Site da Granja: Quais cuidados devemos de saúde tomar antes de viajar?

Dra. Ana Patricia:
É preciso verificar se o calendário vacinal está completo e se existe alguma vacina específica para o lugar aonde vai viajar.

Site da Granja: Encontramos em algum site as vacinas que devem ser tomadas antes de irmos para países ou estados brasileiros?

Dra. Ana Patricia:
Você pode encontrar a indicação das vacinas nos sites da ClinVacinas, Associação Brasileira de Imunizações, Anvisa e na Secretaria da Saúde.

Site da Granja: A vacina contra a febre amarela, pelo que temos notado, é a mais solicitada, mas e se a pessoas tiver algum tipo de aversão à vacina? Há algum tipo de contra indicação nesta e em outras vacinas?

Dra. Ana Patricia:
Dentre as vacinas aplicadas para o viajante, a contra a Febre Amarela é muito solicitada devido a grande incidência da doença. A vacinação é contra indicada em caso de febre, doença aguda ou doença crônica ativa; alergia verdadeira à ovo e proteína de frango; imunossupressão, radioterapia ou a medicamentos citotóxicos. A vacina deve ser aplicada, no mínimo, 10 dias antes da entrada em uma zona de endemia. O reforço desta vacina deve ser feito a cada 10 anos. É importante ressaltar que, nas demais vacinas, as contra indicações, em geral, são: alergia aos componentes da vacina (cada vacina tem seu componente específico), e a doença febril é contra indicação comum a todas as vacinas.

Site da Granja: Qual o custo médio estas vacinas em uma clinica particular?

Dra. Ana Patricia:
O custo da vacina contra a Febre Amarela na clínica privada está em torno de R$ 105,00.

Site da Granja: Há alguma diferença entre as vacinas das clinicas e as dos posots de saúde?

Dra. Ana Patricia:
A vacina da cíinica particular é similar à da rede pública, porém de laboratórios diferentes.

Site da Granja: A partir de agora, a faixa etária da vacina contra hepatite B aumentou. Por que isso aconteceu?

Dra. Ana Patricia:
A faixa etária de abrangência da imunização contra a Hepatite B aumentou porque o Ministério da Saúde disponibilizou maior quantidade de doses. O ideal é que toda a população esteja vacinada contra a Hepatite B. Em termos de saúde pública, no momento, até 29 anos foi a faixa etária escolhida, porém, todos deveriam estar vacinados.

Site da Granja: Quais as diferenças entre as hepatites e de suas vacinas?

Dra. Ana Patricia:
Temos a vacina contra a Hepatite A, que contém o vírus da hepatite A inativado. A transmissão do vírus da hepatite A geralmente ocorre pelo consumo de água ou alimento contaminado, ou pelo contato pessoa-pessoa. A vacinação é feita com 1 dose e 1 reforço 6-18 meses após a vacinação primária, para garantir imunidade de longa duração.

Já a vacina contra a Hepatite B contem antígeno de superfície do vírus da hepatite B purificado. A vacinação consiste em 3 doses, sendo a 1ª dose na data de escolha, a 2ª dose, 2 meses após a primeira dose e a 3ª dose, 6 meses após a primeira dose.




Serviço:

Vacinville Clinica Médica e Vacinas
Av. São Camilo, 980 - Loja 12 - Centro Comercial Granjardim
Dra. Lilian Zaboto
Telefone: (11) 4191 9114
Site: http://vacinville.com.br

Clin - Clinica de Vacinação
Av. Eid Mansur, 753-1º andar-Pq. S. George
Dra. Patricia Von Bülow
Telefones: (11)4701 3061 / 4702 5170
Site: clingranjaviana.sites.uol.com.br








 

Pesquisar




X















© SITE DA GRANJA. TELEFONE E WHATSAPP 96948-3326 INFO@GRANJAVIANA.COM.BR