TELEFONE E WHATSAPP 96948-3326 | Quem Somos | Anuncie Já | Fale Conosco            
sitedagranja
| booked.net | Newsletter

ASSINE NOSSA
NEWSLETTER

ASSINAR

| Anuncie Aqui
Voltar

28/10/2009

Rio Cotia transborda

As chuvas da última terça-feira elevaram o nível da represa de Morro Grande, em Cotia, seguiram para o Rio Cotia e acabou transbordando na divisa entre Barueri e Carapicuíba, desabrigando aproximadamente 50 famílias, 30 de carapicuiba e 20 de Barueri.


As chuvas da última terça-feira elevaram o nível da represa de Morro Grande, em Cotia, seguiram para o Rio Cotia e acabou transbordando na divisa entre Barueri e Carapicuíba, desabrigando aproximadamente 50 famílias, 30 de carapicuiba e 20 de Barueri. Esta é a conclusão da Sabesp que afirmou que apesar do acidente, o abastecimento de água não foi afetado por conta da existência de duas represas na região, da Graça e Pedro Beicht.

A inundação ocorreu de madrugada e apesar dos moradores acionarem os bombeiros, não foi possível utilizar botes salva-vidas por conta da força da correnteza. Assim, as famílias foram orientadas a procurar as partes altas das residêncas.

A situação mais grave foi na Vila Lourdes, onde alguns moradores não conseguiram sair para trabalhar e ainda resistem em deixar as casas e seguir para um terreno oferecido pela prefeitura de Barueri. Cerca de 30 homens da Defesa Civil do município também prestam auxílio aos moradores, observando a situação constatando que não foram registrados casos de vítimas fatais ou mesmo lesões. A Secretaria de Promoção Social serviu refeições no local para as famílias que tiveram suas casas inundadas.

Carros pipas chegaram ao local às 15h30 e iniciaram a limpeza das casas e ruas. A partir das 16 horas, quando o nível da água abaixou, Coordenadoria de Defesa Civil iniciou os trabalhos de levantamento dos prejuízos causados pela inundação. A Rua Votupoca foi a mais atingida, neste local a invasão da água chegou a 1m80. Quatro residências estão em pior situação nesta rua.

Nesta quarta-feira, 28, desde o início da manhã, a Coordenadoria de Defesa Civil e a Secretaria de Promoção Social, deram continuidade ao cadastramento das famílias e o levantamento de perdas materiais.

O Ministério Público decidiu abrir um procedimento para apurar as causas da enchente. Segundo o promotor de Justiça de Barueri, Marcos Mendes Lyra, disse que pretende verificar, entre outros pontos, se alguma obra eventualmente irregular contribuiu para a inundação que atingiu residências no limite entre os municípios.

Segundo o promotor, o principal objetivo é evitar que novos alagamentos ocorram. "Mais do que detectar a causa, vamos tentar verificar se alguma coisa pode ser feita para evitar a repetição do que ocorreu", disse. O pedido de informações será feito ao longo desta semana e o procedimento deve demorar mais de 30 dias para ser concluído.


Fonte fotos: Reprodução - TV Globo








 

Pesquisar




X















© SITE DA GRANJA. TELEFONE E WHATSAPP 96948-3326 INFO@GRANJAVIANA.COM.BR