TELEFONE E WHATSAPP 96948-3326 | Quem Somos | Anuncie Já | Fale Conosco            
sitedagranja
| booked.net | Newsletter

ASSINE NOSSA
NEWSLETTER

ASSINAR

| Anuncie Aqui
Voltar

23/06/2016

Petição contra Megacondomínio

fiogf49gjkf0dPreocupado com a construção do megacondomínio às margens da Raposo Tavares, que contará com 19 mil apartamentos distribuídos em 124 prédios – já aprovado pela Prefeitura de São Paulo -, o Site da Granja foi investigar e saber mais sobre o projeto que, sem dúvida trará enorme impacto para região.


fiogf49gjkf0d

Preocupado com a construção do megacondomínio às margens da Raposo Tavares, que contará com 19 mil apartamentos distribuídos em 124 prédios – já aprovado pela Prefeitura de São Paulo -, o Site da Granja foi investigar e saber mais sobre o projeto que, sem dúvida trará enorme impacto para região. 

O "Reserva Raposo", que ocupará uma área total 450.505 m² segmentados em 65 lotes, está localizado no km 18,5 da Rodovia na divisa entre a Capital e o município de Osasco. O projeto está dividido em seis fases que se estenderão por sete anos, e tem início previsto para o segundo semestre de 2016 e conclusão em 2023. A primeira fase do empreendimento já tem data para ficar pronta: maio de 2018. 

Sobre o Reserva Raposo 

Segundo o estudo de Impacto Ambiental (EIA) e o Relatório de Impacto Ambiental (RIMA) - onde se avaliam as consequências para o ambiente decorrentes do projeto, identificando e avaliando de forma imparcial e meramente técnica, os impactos que este empreendimento poderá causar no ambiente, assim como apresentar medidas mitigadoras -, a escolha da localização deu-se por ser essa uma "região estratégica, inserida em importantes eixos de ligação de caráter metropolitano, sendo eles, a Rodovia Raposo Tavares (SP-270) e o Rodoanel Governador Mário Covas (SP-21)". O projeto é um empreendimento imobiliário que congrega lotes destinados ao uso residencial, misto, comercial e institucional. 

Ainda de acordo com o estudo, seu uso é exclusivamente demarcado pelas Zonas Especiais de Interesse Social (ZEIS) conforme novo Plano Diretor, ou seja, “porções territoriais destinadas, predominantemente, à promoção de moradia digna para a população de baixa renda, seja por intermédio de melhorias urbanísticas, recuperação ambiental e regularização fundiária de assentamentos precários e irregulares, bem como a provisão de novas Habitações de Interesse Social – HIS e Habitações de Mercado Popular – HMP, a serem dotadas de equipamentos sociais, infraestruturas, áreas verdes e comércios e serviços locais situados em área urbana.” 

Clique aqui para acessar o estudo de Impacto Ambiental (EIA) e o Relatório de Impacto Ambiental (RIMA) completos. 

Impactos em Cotia e região 

Os impactos da vinda deste novo empreendimento preocupam, não apenas pela mobilidade urbana, como principalmente pelo aumento da população na região - serão aproximadamente 80 mil novos habitantes. Cotia também é contra. Segundo a secretária do Meio Ambiente da cidade, Luciana Alegre, o Prefeito não apoia essa construção. 

Procuramos o vereador Luis Gustavo Napolitano que, assim que a notícia estourou na mídia, criou uma petição pública online nomeada "Salve a Raposo", que já conta com mais de 800 assinaturas, para impedir que o Reserva Raposo siga em frente. “Hoje, às 5 horas da manhã, já tem trânsito. Sou totalmente contra esta construção. O impacto disso na Raposo Tavares vai ser enorme, o custo para a nossa cidade e o prejuízo para todos nós é imensurável", afirma ele. 

Outra forte apoiadora da petição é a empresária Giovanna Borges, administradora do Grupo Meninas da Granja. Na rede social, muitas mulheres se mobilizaram com a causa e também assinaram. Para ela, o impacto em nossa cidade também será incalculável. "Não sou contra o desenvolvimento de nossa região, mas estamos falando de um empreendimento com gigantesco impacto em diversos pontos que, a meu ver, não foram considerados. A mobilidade urbana entrará em colapso, os sistemas de abastecimento de água não suportam mais um aumento de demanda nessa magnitude, além de que a geração de lixo e o não tratamento de esgoto trarão um impacto ambiental de difícil solução. Porém, o que mais me preocupa são os projetos de grande porte em Cotia que estão apenas aguardando a aprovação do novo Plano Diretor, como é o caso da área do Cotolengo", acrescenta. 

Saiba mais e participe!

Megacondomínio próximo a Raposo
http://www.granjaviana.com.br/noticias.asp?cn=1&noticias=3532

Estudo de Impacto Ambiental (EIA) e o Relatório de Impacto Ambiental (RIMA):http://www.prefeitura.sp.gov.br/cidade/secretarias/upload/meio_ambiente/arquivos/Reserva_Raposo_EIA_Volume_I.pdf

Petição Salve a Raposo:
http://www.peticaopublica.com.br/pview.aspx?pi=BR92039










 

Pesquisar




X















© SITE DA GRANJA. TELEFONE E WHATSAPP 96948-3326 INFO@GRANJAVIANA.COM.BR