TELEFONE E WHATSAPP 96948-3326 | Quem Somos | Anuncie Já | Fale Conosco            
sitedagranja
| booked.net | Newsletter

ASSINE NOSSA
NEWSLETTER

ASSINAR

| Anuncie Aqui
Voltar

22/08/2011

Pedágio volta a ser

A CCR voltou a sugerir a implantação da cobrança de pedágio na Rodovia Raposo Tavares, com um sistema de pedágio eletrônico que cobra por quilômetro rodado.


A CCR voltou a sugerir a implantação da cobrança de pedágio na Rodovia Raposo Tavares, com um sistema de pedágio eletrônico que cobra por quilômetro rodado. A sugestão veio na voz de Eduardo Camargo, funcionário da CCR, durante a última reunião do grupo Think Tank Pensar e Agir Granja Viana.

Segundo Eduardo, a Via Oeste possui um projeto, que propõe a criação de 5 pistas de cada lado até o km 26 e um acesso reconstruído entre o final da Raposo e a marginal Pinheiros, conforme o Site da Granja já havia noticiado. Explica que não haverá desapropriações e será aproveitado o máximo dos canteiros.

Contestou-se este projeto, pois a cidade ficaria dividida. E como fará o pedestre nesta via? Eduardo respondeu que nada é definitivo, tudo ainda é um esboço de projeto. Eduardo falou ainda da tarifa de 0,15 centavos, por quilômetro, para viabilizar este projeto da Via Oeste de R$ 1,5. Mas não haverá praça de pedágio; o sistema é de pedagiamento eletrônico através de sensores ao longo de toda a Raposo Tavares, do km1 ao 34km.

Uma das principais preocupações da comunidade com relação à possibilidade do pedágio é o deslocamento "intra-granjeiro", ou seja, as pessoas que usam a Raposo apenas para percorrer pequenas distâncias, para pegar os filhos na escola, ir trabalhar, fazer compras, etc. Sairia caro ter que pagar pedágio toda vez que se for fazer estes caminhos. Tenso isto em mente, estuda-se criar marginais entre os principais viadutos da Granja, para que os moradores não precisem pagar por estes pequenos deslocamentos.

Após a exposição de Eduardo, Ulhôa Cintra, fundador do Think Tank, chamou a atenção para que num momento quando a gasolina certamente vai escassear e que o automóvel deverá se tornar se tornando inimigo nº1 da Sustentabilidade, pergunta se não é o caso de instalarmos um trem de um lado e do outro destas 5 pistas, ou o velho sonho do Think Tank, que é a instalação do Monorail.

Clóvis Franco, Conceição da Silva e demais companheiros, pedem que haja criatividade na concepção final do projeto da Via Oeste, de tal forma que se possa contemplar a solução ferroviária e, porque não, a ciclovia.

Victor de Andrade Lopes








 

Pesquisar




X















© SITE DA GRANJA. TELEFONE E WHATSAPP 96948-3326 INFO@GRANJAVIANA.COM.BR