Fone: (11) 4617-3641 | Quem Somos | Anuncie Já | Fale Conosco            
sitedagranja
| booked.net | Newsletter

ASSINE NOSSA
NEWSLETTER

ASSINAR

| Anuncie Aqui
Voltar

27/05/2010

Mobilização popular

Águas, florestas, biodiversidade, educação, desenvolvimento e preservação foram temas abordados no I Encontro de Sensibilização e Informação sobre a Área de Proteção Ambiental (APA) Embu Verde - Abrace um Embu + Verde, que lotou o Pavilhão do Parque do Lago Francisco Rizzo, no dia 22 de maio, em Embu das Artes (SP).


Águas, florestas, biodiversidade, educação, desenvolvimento e preservação foram temas abordados no I Encontro de Sensibilização e Informação sobre a Área de Proteção Ambiental (APA) Embu Verde - Abrace um Embu + Verde, que lotou o Pavilhão do Parque do Lago Francisco Rizzo, no dia 22 de maio, em Embu das Artes (SP). Mais de 250 pessoas participaram do evento para conhecer de perto a APA Embu Verde e ajudar no planejamento do uso e ocupação da região. O evento foi uma iniciativa da Prefeitura de Embu e do Conselho Gestor da APA Embu Verde e contou com o patrocínio da Sociedade Ecológica de Embu (SEAE), Associação Comercial e Empresarial de Embu e Região (ACEER), Ambiente Brasil Engenharia, Instituto Embu de Sustentabilidade e Associação Acorde.

O evento teve como objetivo informar, esclarecer e divulgar a importância da APA Embu-Verde, seus potenciais e desafios, estabelecendo oportunidades de diálogo, reflexão e participação entre os moradores, empresários, escolas, associações, representantes do poder público sobre as questões socioambientais; além de ampliar as atividades programadas para a 9º Semana do Meio Ambiente (de 7 a 10 de junho).

A APA Embu Verde está localizada no extremo oeste do município, na Bacia do Rio Cotia, e reúne mananciais de grande importância para a Região Metropolitana de São Paulo. Abrange 15,7 km2 de extensão, entre os bairros de Itatuba, Capuava e Jardim Tomé. Esta área representa o "pulmão verde" de Embu e o uso sustentável garantirá a qualidade de vida para a cidade, além de possibilitar o desenvolvimento da agricultura orgânica, artesanato, turismo rural, de aventura, histórico e cultural, instalação de pousadas ecológicas e hotéis, seguindo a vocação do município.

"Sem a existência das florestas, não existiriam rios, nem lagos e chuvas nos continentes. A remoção das florestas significa a extinção da vida", afirma Paulo Nobre, pesquisador titular do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais. Paulo também comenta que "nós temos um desafio temporal e nossa atuação está destruindo a possibilidade de vida no Planeta. Temos que replantar as árvores. Não conseguiremos salvar o planeta, mas podemos fazer algo diferente neste município, nós podemos decidir qual o cenário que queremos para o Embu". E finaliza dizendo: "vocês sabem que nós não podemos devastar o Embu... nós recebemos o Embu desse jeito!".

Durante o evento foi realizada a distribuição de pôsteres de três animais ameaçados de extinção, são eles gavião-pega-macaco, Spizaetus tyrannus; macaco-bugio, Alouatta fusca; e pavão-do-mato, Pyroderus scutatus que vivem na APA Embu Verde para as Escolas Municipais e Unidades Básicas de Saúde, com o objetivo de incentivar ações de Educação Ambiental para fortalecer o equilíbrio entre o desenvolvimento econômico e a preservação ambiental na cidade.








 

Pesquisar



















© SITE DA GRANJA. TELEFONE E WHATSAPP 96948-3326 INFO@GRANJAVIANA.COM.BR