TELEFONE E WHATSAPP 96948-3326 | Quem Somos | Anuncie Já | Fale Conosco            
sitedagranja
| booked.net | Newsletter

ASSINE NOSSA
NEWSLETTER

ASSINAR

| Anuncie Aqui
Voltar

06/08/2009

Gripe A1N1 continua fazendo vitimas

A gripe A1N1 está assustando muita gente.


A gripe A1N1 está assustando muita gente.
Apesar dos orgãos oficiais dizerem que tudo está sob controle, não dá para entender porque a cada dia aumenta o número casos e de óbitos pela doença.
Esta semana uma moradora da Granja escreveu contando sua experiência com este assunto.


"Estou grávida de quase sete meses e na última sexta-feira comecei a sentir muita falta de ar e fadiga muscular, o dia estava frio e muito úmido, resolvi chamar meu marido que trabalha em São Paulo para me levar ao médico e fomos até o Hospital Albert Einstein, que estava lotado, mas fui atendida rapidamente.

Primeiro fizeram uma coleta de secreção nasal onde foi constatado a influenza A, e ainda fizeram outra coleta que foi encaminhada ao Instituto Adolfo Lutz, além de outros exames e fui medicada com o Tamiflu,que me foi prescrito o uso durante cinco dias, de doze em doze horas e recebi uma cartilha de cuidados.

Depois de cinco horas de hospital voltei à minha residência como uma vítima de suspeita de gripe suína, na volta para casa voltei chorando e pensando em meu filho que tem apenas quatro anos e em quais providências teria que tomar até aguardar o resultado definitivo do exame.

A rotina de minha casa mudou totalmente, meu marido não está indo trabalhar, o meu filho não tem aula; o uso de máscaras é incomodo mas necessário, não saio de casa, me mantenho distante do meu marido e do meu filho e das pessoas que trabalham em minha casa, minhas toalhas, roupas ninguém mexe se não estiver de luvas, as minhas refeições são feitas isoladamente, higienizo todos os meus pertences com álcool em gel e lavo minhas mãos toda hora, e o pior de tudo isso é ouvir o meu filho dizendo "Mãe, hoje eu posso tocar em você"...

Diariamente vejo TV, leio internet e vejo informações contraditórias, e estou desorientada emocionalmente, pois a cada dia temos mais notícias de óbito no Brasil, inclusive de mulheres grávidas.

Hoje é quarta feira e além dos sintomas da gripe não terem desaparecido ainda, exceto a febre, estou em busca do resultado do exame definitivo e acreditem vocês, não tive resposta. Como foi prometido que o mesmo sairia em até cinco dias, até agora estou sem resposta de quando o mesmo ficará pronto. Preocupada, liguei para o meu obstetra para saber se fazia o exame no laboratório Fleury nos hospitais que estão disponibilizando este serviço, já que estou com os mesmos sintomas, ele me disse que era para eu voltar ao hospital para fazer uma reavaliação pois estes sintomas já deveriam ter melhorado.Me disse ainda que o vírus está pertinente e que possivelmente eu teria que tomar mais Tamiflu ou até mesmo ficar internada, a sensação de conforto que eu tinha por estar medicada passou, a agonia voltou, e a questão continua: como ter uma vida normal e deixar minha família ter uma vida normal sem ter este resultado? Só me resta mesmo voltar ao hospital.


Granjeira, 32 anos.


 

Pesquisar




X















© SITE DA GRANJA. TELEFONE E WHATSAPP 96948-3326 INFO@GRANJAVIANA.COM.BR