Fone: (11) 4617-3641 | Quem Somos | Anuncie Já | Fale Conosco            
sitedagranja
| booked.net | Newsletter

ASSINE NOSSA
NEWSLETTER

ASSINAR

| Anuncie Aqui
Voltar

30/01/2013

Notícia - Granjeiro

Desde pequeno, Guilherme Coppini via o pai observar as estrelas, mas o tema nunca lhe despertou grande interesse.


Desde pequeno, Guilherme Coppini via o pai observar as estrelas, mas o tema nunca lhe despertou grande interesse. Às vezes ficava junto mais para fazer companhia do que pela observação do céu em si. Até que, aos 16 anos, um desafio que recebeu na Escola Granja Viana, onde inicia o terceiro ano do Ensino Médio, fez com que sua visão mudasse.

O professor de Física, Leandro Nikitin, apresentou aos alunos a Olimpíada de Astronomia, uma competição entre escolas do mundo todo sobre o tema. "Como eu gosto muito de testes, resolvi entrar, mesmo não conhecendo muito o assunto. Acabei me saindo bem e conquistando a medalha de ouro da categoria correspondente à minha faixa etária".

A prova, ministrada por Nikitin, que representa a Olimpíada na Escola Granja Viana, foi dividida em quatro grandes temas: conhecimentos de astronomia e astrofísica; movimento da Terra e do Sol; lançamento e foguetes e energia. "A parte de Astronomia foi a mais difícil, pois tem muita abstração" explicou o estudante. "Confesso que fui mais pelo desafio do que pelo tema em si".

Cinco dias em campo

Selecionado pelo bom desempenho, juntamente com outros concorrentes de todo o País que também receberam medalhas de ouro, o jovem aprofundou seus conhecimentos sobre o tema, em um evento no interior de São Paulo chamado Space Camp. "Hoje astronomia é uma das carreiras que cogito para o vestibular", afirma.

Durante cinco dias de intensas atividades no mês de janeiro, aluno e professor interagiram com os melhores colocados na Olimpíada, vindos de todo o País. Foram palestras e atividades práticas como a montagem de um aquecedor solar, de um relógio de sol e de um mini-foguete, entre outras, além de observações noturnas do céu. "Há uma grande diferença entre olhar fotos nas apostilas e estar ao lado de especialistas olhando diretamente para o céu", avalia o jovem.

O próximo passo é disputar a etapa latino-americana. Para o professor, atividades como a Olimpíada são de grande valia para a formação do aluno, "já que a Física por si só não é uma das matérias que mais desperta interesse. Isso acontece quando mostramos como ela é importante em tantas atividades da nossa vida" afirma. "Um destaque como Guilherme é um incentivo para os outros alunos", finaliza o diretor-geral da Escola Granja Viana, Alexandre Gambirasio Silva.









 

Pesquisar

























© SITE DA GRANJA. TELEFONE E WHATSAPP 96948-3326 INFO@GRANJAVIANA.COM.BR