Fone: (11) 4617-3641 | Quem Somos | Anuncie Já | Fale Conosco            
sitedagranja
| booked.net | Newsletter

ASSINE NOSSA
NEWSLETTER

ASSINAR

| Anuncie Aqui
Voltar

23/02/2012

Notícia - Fogos de artifício

Por: Angela MirandaFotos: Grupo Abaixo os fogos de artifício (Facebook)Todo ano é a mesma coisa! Não há pior época para os animais que as festas de fim de ano.


Por: Angela Miranda
Fotos: Grupo Abaixo os fogos de artifício (Facebook)


Todo ano é a mesma coisa! Não há pior época para os animais que as festas de fim de ano. E as "do começo e da metade do ano também", como finais de campeonatos de futebol, aniversários de cidades, comícios, festas juninas e outras comemorações. Isso porque o pânico que os animais sentem com o barulho ensurdecedor dos fogos de artifícios é negligenciado pela grande maioria dos humanos, que esquecem que a audição dos animais, principalmente dos cães, é muito maior que a nossa!

Os efeitos são variados, dependendo da espécie animal e do impacto (de acordo com a proximidade e persistência) do ruído, pode em alguns casos levar à morte. Mas, as vítimas não são só os animais domésticos. Os silvestres sofrem em silêncio, já que ninguém percebe. Esquecemos dos pássaros, insetos, quatis, gatos do mato, ratões do banhado, lagartos, morcegos, raposas, gambás, etc. Tanto o clarão, como a explosão dos fogos e bombas, os mata do coração ou por estresse. Ao tentar fugir ficam desorientados e, principalmente as aves, batem em obstáculos. E, nós, raramente nos damos conta de que os matamos!

O mais engraçado é que os granjeiros que costumam se manifestar contra crimes ambientais, exigindo qualidade de vida, este ano, extrapolaram. Em diversos bairros e condomínios, foram mais de 30 minutos de soltura não só de fogos, como também de morteiros, apavorando não só animais como também as pessoas que não curtem este tipo de comemoração. Após as explosões, uma grande névoa de fumaça de pólvora e metais pesados pairou no ambiente até o dia amanhecer.

No Grupo ABAIXO FOGOS DE ARTIFÍCIOS (Facebook) é explicado que os animais domésticos não sentem só medo, mas dor. Muitos fogem apavorados e acabam perdidos e/ou atropelados. Outros, na ânsia de se livrarem do intenso barulho, terminam enforcados em suas próprias correntes, alguns mais têm convulsões, há ainda os que pulam das janelas de apartamentos, tamanho o pavor que sentem.

Esse ano, a Itália proibiu a queima de fogos de artifício para reduzir os acidentes com pessoas e o sofrimento e morte de animais domésticos e silvestres. E, em alguns estados americanos a soltura está proibida, assim como no Brasil. Na cidade de Penedo (RJ), situada ao pé da Serra da Mantiqueira, graças aos moradores, que realizaram manifestações, a prática também foi proibida. Aliás, muitas prefeituras patrocinam grandes queimas com o dinheiro dos cidadãos. Em ano de eleições então...O foquetório corre solto!

Fogos de artifício são tóxicos para os seres humanos.

E, acreditem... nós também somos vítimas. Os danos podem ser muito piores do que nossa vã ignorância poderia supor. A exposição química aos fogos de artifício provoca uma grande variedade de poluição tóxica que cai sobre os bairros, contaminando as águas para abastecimento, mar e meio ambiente em geral, mesmo a quilômetros de distância. São quantidades absurdas de pólvora, metais pesados, produtos químicos nocivos, sem controle, que causam uma série de doenças respiratórias e outros problemas de saúde.
Se você é um cidadão consciente, ambientalista ou não, evite soltar fogos. Eles afetam negativamente a vida não só dos animais, mas também de crianças, idosos, doentes e de muitas pessoas que detestam este tipo de manifestação e divertimento bárbaros.










 

Pesquisar





















© SITE DA GRANJA. TELEFONE E WHATSAPP 96948-3326 INFO@GRANJAVIANA.COM.BR