TELEFONE E WHATSAPP 96948-3326 | Quem Somos | Anuncie Já | Fale Conosco            
sitedagranja
| booked.net | Newsletter

ASSINE NOSSA
NEWSLETTER

ASSINAR

| Anuncie Aqui
Voltar

15/02/2018

Fim do Horário de Verão 2017-2018

O carnaval acabou e, neste final de semana, termina também o horário de verão em vigor desde outubro do ano passado.


O carnaval acabou e, neste final de semana, termina também o horário de verão em vigor desde outubro do ano passado. À meia noite de sábado (17), os relógios devem ser atrasados em uma hora. Além de São Paulo, outros nove Estados e o Distrito Federal participaram do horário de verão neste ano. O ajuste vale para as regiões Sudeste, Sul e Centro-Oeste (São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Espírito Santo, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Distrito Federal). Assim, a maioria dos Estados do Brasil volta a ter o mesmo horário. As exceções são o leste do Amazonas e os Estados de Roraima e Rondônia, que têm uma hora de atraso em relação ao fuso horário de Brasília. O Oeste do Amazonas e o Acre também têm duas horas de atraso com relação a capital federal.

2018-2019 terá horário de verão menor e pode acabar


O próximo horário de verão será menor do que este que acaba. O presidente Michel Temer editou um decreto que reduz a duração deste período, mas que não o elimina. Assim, no fim deste ano, o horário de verão começará apenas em 4 de novembro, um fim de semana após o fim do segundo turno das eleições presidenciais, que está marcado para 28 de outubro. 

A mudança foi um pedido do presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Gilmar Mendes, para evitar atrasos na apuração dos votos e na divulgação dos resultados do pleito. Normalmente o horário de verão começa na segunda semana de outubro como aconteceu no ano passado

Na verdade o Governo Brasileiro vem discutindo a possibilidade de acabar com o horário de verão pois a economia com a mudança já não tem sido tão significativa como no passado quando as empresas costumavam a fechar o expediente ao escurecer, hoje a maioria delas continua trabalhando e ainda utilizando equipamentos que consomem muita energia como o ar-condicionado.

A decisão será da Casa Civil da Presidência da República. O fim do horário de verão chegou a ser estudado no ano passado pela pasta, que criou um grupo de trabalho para avaliar a eficácia da medida. O assunto passou a ser discutido após estudo do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) e do Ministério de Minas e Energia concluir que essa política pública traz efeitos “próximos à neutralidade” com relação à economia de energia elétrica.

Os resultados da atual temporada serão analisados após o este fim de semana. A intenção é saber se essa política atingiu seu objetivo de economizar energia elétrica. Esse levantamento técnico será decisivo para o futuro do horário, que será discutido por vários entes do governo ainda neste ano. Por enquanto, estimativas da Companhia Paulista de Força e Luz (CPFL), apontam para uma provável economia de 41,3 mil MWh com horário de verão que está terminando agora.. Esse volume seria suficiente para abastecer 17,2 mil famílias por um ano com um consumo mensal de 200 kWh. Ou, uma cidade do porte de Ribeirão Preto por nove dias.

Além de analisar a eficiência energética da medida, a decisão sobre o fim ou não do horário de verão deverá levar em conta que a população já se acostumou com ele e um entendimento de esse período incentive o comércio e o turismo nas cidades.

É aguardar para ver. E você gosta ou não do horário de verão?










 

Pesquisar




X















© SITE DA GRANJA. TELEFONE E WHATSAPP 96948-3326 INFO@GRANJAVIANA.COM.BR