Fone: (11) 4617-3641 | Quem Somos | Anuncie Já | Fale Conosco            
sitedagranja
| booked.net | Newsletter

ASSINE NOSSA
NEWSLETTER

ASSINAR

| Anuncie Aqui
Voltar

03/09/2008

Congresso no Rio Branco

O Congresso Internacional de Educação para Surdos: Bilingüismo - Práticas e Perspectivas", uma iniciativa da Fundação de Rotarianos de São Paulo e da Escola para Crianças Surdas Rio Branco reuniu especialistas em educação para surdos de países como Chile, Suécia, Colômbia, Estados Unidos e Inglaterra, num total de 400 participantes.


O Congresso Internacional de Educação para Surdos: Bilingüismo - Práticas e Perspectivas", uma iniciativa da Fundação de Rotarianos de São Paulo e da Escola para Crianças Surdas Rio Branco reuniu especialistas em educação para surdos de países como Chile, Suécia, Colômbia, Estados Unidos e Inglaterra, num total de 400 participantes. O evento foi dirigido à educadores, pesquisadores da área de surdez, tradutores e intérpretes, familiares de surdos, comunidade surda, bem como fonoaudiólogos, psicólogos, assistentes sociais e demais profissionais e estudantes de graduação que tenham interessados em aprofundar seus conhecimentos sobre o tema.

Eduardo de Barros Pimentel, presidente da Fundação de Rotarianos de São Paulo, abriu o evento enfatizando a relevância de um forum de discussão sobre o assunto para melhoria das condições de ensino. Já Martha Lúcia Osorno Posada, da Federação Nacional de Surdos da Colômbia e representante da Federação Mundial de Surdos (WFD), falou sobre os direitos humanos por meio das Línguas de Sinais.

Segundo ela, o trabalho da Federação é mundial e busca gerar nos surdos a capacidade política de interagir na sociedade e no mundo dos ouvintes e que o fortalecimento da primeira língua (Língua de Sinais) é importante para que possam exercer seus direitos como cidadãos, pois o surdo é representante de si mesmo e de seus direitos por meio das Línguas de Sinais.

Adamo Quintela, da Universidade Metropolitana de Ciências da Educação do Chile, Alexandre Melendes e Sandra Campos da Escola para Crianças Surdas Rio Branco, apresentaram o tema "O Trabalho com Bebês Surdos". Morgan abordou os passos para a aquisição da Língua de Sinais; Dora contou como é o trabalho em uma escola bilíngüe em Santiago, no Chile; e os profissionais da ECS Rio Branco apresentaram o Programa de Estimulação do Desenvolvimento, que atende crianças surdas de 0 a 3 anos, desde o diagnóstico da surdez, cujo maior objetivo é propiciar a aquisição da Língua Brasileira de Sinais.

Martha Posada, John Haynes, Presidente do Rotary Club de Rochester (EUA) e Robert Johnson falaram sobre organizações sociais para surdos. Martha enfatizou que as organizações para surdos devem trabalhar para conseguir políticas públicas, planos de ação e programas em prol da qualidade de vida e criação de redes com ouvintes. John Haynes contou histórias de organizações sociais nos Estados Unidos e falou sobre a sua luta e participação no único Rotary Club para surdos no mundo. Também salientou que para trabalhar com surdos é necessário formação profissional adequada. Robert Johnson, por sua vez, disse estar impressionado com o trabalho realizado pela Escola para Crianças Surdas Rio Branco.

Veja vídeo do Congresso.


Fotos por: Riba Dantas.








 

Pesquisar



















© SITE DA GRANJA. TELEFONE E WHATSAPP 96948-3326 INFO@GRANJAVIANA.COM.BR