Fone: (11) 4617-3641 | Quem Somos | Anuncie Já | Fale Conosco            
sitedagranja
| booked.net | Newsletter

ASSINE NOSSA
NEWSLETTER

ASSINAR

| Anuncie Aqui
Voltar

20/08/2008

Notícia - Comentários sobre a crônica

A crônica A Vida Cabe na Mala? de Silvia Rocha acabou gerando o recebimento de vários emails.


A crônica A Vida Cabe na Mala? de Silvia Rocha acabou gerando o recebimento de vários emails.
Veja abaixo algumas idéias e mande também O que cabe na sua mala? para silvia@granjaviana.com.br

Olá, Silvia,

Bom dia! Muito sugestivo seu artigo, não dá pra passar batido sem pensar na tal da mala! Difícil exercício.. E pensar nela, nos leva a pensar na vida inteira que já se foi, peneirar, filtrar, apurar, fazer uma busca avançada em que e quem realmente valeu a pena, digno de ser embalado para futuro! Fotos me parece pouco, quase desnecessário, pois está tudo impresso na mente, na pele, no coração. Mas como temos um fetiche com imagens desde nossa pré-história, levaria os retratos das pessoas que amo e que não partem comigo, todos sorridentes, em momentos felizes de suas (nossas) vidas. Não levaria fotografias de lugares, pois aí fica melancólico, além de ocupar espaço na mala destinado a novos horizontes. Pequenos amuletos, como presentinhos ou bilhetes de pessoas queridas, também cabem e são formas muito especiais e sutis de nos manter ligados a quem nos faz bem. Já livros, cds e dvds, os deixaria por aqui mesmo, doaria a quem cuidasse bem deles. Reservaria espaço para ler coisas novas, idéias que não tive, ouvir outros sons, novas notas. O que aprendi e que realmente importou, assim como as imagens, também está no meu HD interno, permeado pelas vivências que acrescentei, em edições revistas e atualizadas com meus sonhos e fantasias. Isso não está em livro nenhum! Quanto às roupas, o básico para uma semana. Do outro lado do mundo, elas provavelmente seriam inadequadas, pediriam uma repaginada. Escova de dente e pasta, escova de cabelo e secador, lápis de olho e rímel, creminhos, lixa de unha e o indispensável de higiene pessoal, isso não dá pra não levar, mas tudo em pequenas doses. Remédios, nenhum, nem os tenho. Florais sim, para começar a vida nova de alma lavada. Band-aids, uns dois, para uma emergência. Alguns maços de Bono de chocolate, um vício que talvez supere depois da mudança, Também levaria um caderno em branco e uma caneta, para escrever minha nova história. E uma revista de sudoku, se a viagem for longa. Pensando bem, talvez minha vida caiba numa mala de mão...

Um beijo e obrigada pela viagem!
Maluh Duprat


Silvia,

Na minha mala eu colocaria... o Vazio!!!! para que eu pudesse preenchê-lo com o novo que acabaria encontrando na viagem.
Mas como não sou muito verdadeira, minha mala teria um fundo falso e ali eu levaria: bálsamos para colocar em joelhos e corações esfolados...sementes de luz que ganhei da Claudia Piedade que entrevistei hoje para o TV da Granja, aqui no site... muita amnésia para não morrer de saudades dos queridos e eu inteirinha, dobradinha e um ferro de passar roupa para eu ficar esticadinha quando chegasse lá. Lá, no longe daqui...
Beijos,
Jany Vargas


Silvia,

Confesso que escolher o que colocar em uma mala para uma viagem é uma coisa difícil e fiquei com esta idéia na cabeça o dia inteiro. No final, depois de avaliar cada uma das coisas importantes para mim, decidi que nada levaria na viagem, assim teria espaço para colocar tudo de novo que descobrisse.

Beijos,
Rose de Almeida


 

Pesquisar





















© SITE DA GRANJA. TELEFONE E WHATSAPP 96948-3326 INFO@GRANJAVIANA.COM.BR