Fone: (11) 4617-3641 | Quem Somos | Anuncie Já | Fale Conosco            
sitedagranja
| booked.net | Newsletter

ASSINE NOSSA
NEWSLETTER

ASSINAR

| Anuncie Aqui
Voltar

28/06/2011

Casos de dengue

O número de casos de dengue em Cotia diminuiram - e muito - mas a Secretaria da Saúde continuará vigilante e com campanha permanente nas ruas.


O número de casos de dengue em Cotia diminuiram - e muito - mas a Secretaria da Saúde continuará vigilante e com campanha permanente nas ruas. É o que informa o secretário de saúde, Antonio Melo, ao informar que a última semana apresentou apenas três notificações, ainda não confirmados.

Segundo o secretário, em outubro de 2010 a Secretaria recebeu comunicação da Secretaria Estadual de Saúde que havia uma previsão de 0,5% da população contaminada pelo mosquito da dengue - no caso de Cotia, seriam 901 casos, pelo censo anterior (180.000 habitantes), ou 1.000 casos, pelo censo atualizado (201.000 habitantes).

A Secretaria passou a intensificar as medidas de prevenção contra a dengue. Foram feitas palestras nas escolas, com diretores, professores, alunos; em associações de bairros, igrejas e onde houvesse oportunidade era enfatizado o perigo representado pelo mosquito. Em inaugurações, havia apresentações teatrais, joguinhos entre alunos, distribuição de kits informativos, panfletos e foram feitas orientações ao vivo.

Os meses de março e abril foram os que houve maior incidência da doença, havendo semanas com mais de 40 notificações. Mas a essa altura a Secretaria havia intensificado as ações e, além das preventivas, passou a agir diretamente nos locais onde havia casos notificados, com isolamento da área, visitas domiciliares, inspeções locais e, constatada a existência de focos, nebulizações.

Nem todos os casos notificados foram confirmados. O maior número de casos confirmados deu-se no mês de abril, com o pico de 24 casos na semana. Com tudo isso, o número total de doentes em Cotia, até agora, foi de 164 casos, bastante inferior à região e pouco mais de 15% do que fora previsto pela Secretaria da Saúde.

Para o secretário Melo a campanha tem que continuar intensa. "A questão maior quanto à dengue é a participação da população. Não adianta orientar, dar cartilhas, fazer buscas locais, se não houver a colaboração efetiva da população. Vamos aproveitar os próximos meses frios para intensificar a conscientização dos moradores quanto aos criadouros de dengue que nós mesmos mantemos. E são coisas que nem imaginamos. Não são só pneus velhos ou garrafas vazias que servem para criadouro. Cacos de vidro em muro, simples tampinhas de garrafas ou lixo acumulado, por pequeno que seja, são suficientes para a proliferação do mosquito".

De acordo com o secretário, a incidência de casos em Cotia não foi maior porque houve efetiva participação das demais secretarias. "Só temos a agradecer ao Secretário de Obras, que participou conosco das operações de limpeza e de cata-trecos, à Secretária de Educação, que colaborou decisivamente com o corpo docente da rede municipal, ao Secretário de Desenvolvimento Social, que auxiliou na orientação, aos padres, pastores, líderes comunitários, enfim, lideranças municipais que compreenderam a gravidade do assunto e deram seu apoio, que foi fundamental para conter o avanço da doença em Cotia".

Segundo o Secretário, as ações continuarão através da Coordenação de Vigilância Ambiental e de Vetores e Vigilância Epidemiológica, que colocarão em prática nos próximos dias uma ampla campanha de prevenção permanente.


 

Pesquisar



















© SITE DA GRANJA. TELEFONE E WHATSAPP 96948-3326 INFO@GRANJAVIANA.COM.BR