TELEFONE E WHATSAPP 96948-3326 | Quem Somos | Anuncie Já | Fale Conosco            
sitedagranja
| booked.net | Newsletter

ASSINE NOSSA
NEWSLETTER

ASSINAR

| Anuncie Aqui
Voltar

31/08/2011

Audiência discute novo

A Câmara Municipal de Cotia foi palco da Audiência pública do Trânsito na última sexta-feira, 26.


A Câmara Municipal de Cotia foi palco da Audiência pública do Trânsito na última sexta-feira, 26. A audiência tinha como objetivo apresentar os planos da Prefeitura e da Secretaria de Transportes e Trânsito (SETTRANS) para o transporte público da cidade e ouvir as opiniões dos cidadãos, além de anunciar a futura abertura de licitação, para empresas que se interessarem. Por enquanto, ainda não está definida a empresa que administrará a frota cotiana. Basicamente, o projeto prevê o aumento e a modernização da frota (incluindo câmeras para flagrar irregularidades), a diminuição do tempo de espera nos pontos, a regularização dos perueiros

A população e os perueiros compareceram em peso e lotaram a Câmara. O Secretário dos Transportes Cláudio Olores presidiu a mesa e abriu a audiência destacando a importância da reunião e o fato de ser algo inédito na história do município.

Passou então a palavra ao Paulinho Lenha (PTB), Presidente da Câmara de Cotia. Paulinho criticou o transporte na cidade como ele é hoje e ressaltou a cobrança que ele e outros políticos de Cotia sofrem todos os dias por parte da população, com relação à situação dos ônibus e peruas. Lembrou também dos diversos bairros de Cotia que não são atendidos por nenhuma linha municipal, e finalizou enfatizando que a questão dos perueiros é algo relevante, sendo amplamente aplaudido pela categoria, que contava com dezenas de representantes na reunião.

Seguiu-se o Vereador Neto (também do PTB), que afirmou ser o projeto uma promessa de campanha do prefeito Carlão Camargo, e que a demora para concluí-lo deve-se à quantidade de processos que envolvem sua elaboração. Neto lembrou a todos que já trabalhou com transporte público, já tendo sentido na pele as deficiências do serviço. O vereador diz ter certeza quanto à eficiência da proposta. "O projeto é para resolver os problemas", afirmou ele. O Vereador Claudio Saraiva, também acredita na eficácia dos planos.

Toninho Kalunga (PT) foi objetivo: "O transporte em Cotia sempre foi uma bagunça. A falta de regulamentação é o câncer do sistema de transporte de Cotia", diz ele. Lembrou ainda da situação irregular dos perueiros, que trabalham sem direitos. "É praticamente uma condição análoga à escravidão", ressalta o petista. Toninho lembrou ainda que algumas linhas da EMTU cobram tarifas intermunicipais, quando boa parte de seu itinerário passa dentro do município de Cotia.

Respondendo à Kalunga, Saraiva prometeu: se a EMTU não se comprometer a baixar a tarifa da ganha que vai de Caucaia do Alto até o centro de Cotia, a prefeitura irá criar uma linha para atender a esta demanda.

O Vereador Giba lembrou ainda das dificuldades dos deficientes físicos de Cotia, já que os ônibus não possuem adaptações para portadores de necessidades especiais. "Não podemos sair daqui perdendo, tem que haver um consenso", disse ele. Logo em seguida, o secretário Cláudio Olores voltou a tomar a palavra para garantir a acessibilidade da frota. "Vamos obrigar as empresas a adaptarem seus veículos para os deficientes", prometeu ele. Marcos Nena (PPS) fez um apelo: "a empresa que ganhar a licitação, seja qual for, que venha para revolver". O último a se manifestar foi o vereador licenciado e atual secretário de Cultura e Turismo, Sérgio Folha, que enfatizou: "a grande reclamação (em Cotia) chama-se transporte público".

Em seguida, o secretário mostrou o projeto aos presentes, com dados interessantes relacionados ao transporte na cidade, além de detalhes dos estudos feitos para a elaboração do projeto. As pesquisas levaram em conta variáveis como os horários de pico, a demanda, o intervalo entre as paradas dos ônibus etc.

Ao final, Cláudio respondeu a perguntas da população, que foram enviadas por escrito em formulários distribuídos aos presentes. O que não tiver sido respondido no dia, será respondido por email posteriormente. Uma das perguntas questionava sobre a criação de um bilhete único, nos moldes do cartão paulistano, e o secretário garantiu que o documento seria criado, para facilitar a vida do usuário e promover a integração com as peruas. Apesar do formato estabelecido, alguns moradores pediram a palavra e fizeram intervenções orais, e foram prontamente respondidos por Claudio.

Se o projeto for aprovado e implantado em sua totalidade, os moradores de Cotia sem dúvida só sairão ganhando. Contudo, não basta contentar-se com promessas: é preciso cobrar. A situação atual dos ônibus em Cotia pede uma solução urgente, e parte desta solução veio na forma dessa audiência.

Texto e fotos: Victor de Andrade Lopes








 

Pesquisar




X















© SITE DA GRANJA. TELEFONE E WHATSAPP 96948-3326 INFO@GRANJAVIANA.COM.BR