Fone: (11) 4617-3641 | Quem Somos | Anuncie Já | Fale Conosco            
sitedagranja
| booked.net | Newsletter

ASSINE NOSSA
NEWSLETTER

ASSINAR

| Anuncie Aqui
Voltar

10/11/2010

Notícia - Asfalto ecológico

Cotia pode ter em 2011, boa parte de suas ruas pavimentadas com asfalto ecológico.


Cotia pode ter em 2011, boa parte de suas ruas pavimentadas com asfalto ecológico. Pelo menos esse é o desejo do Secretário de Obras, Benedito Simões, que explicou ao cotiatododia, como é o processo de criação deste pavimento, que usa restos de materiais, como entulho moído e raspas de asfalto e é entre 50 e 60% mais barato que o asfalto convencional. Ele tem alta resistência, durabilidade, maior aderência dos pneus e melhor drenagem e escoamento da água.

Uma experiência já foi feita na cidade, em um trecho entre a Estrada da Represinha e Estrada da União, região que será utilizada como desvio quando houver interdição parcial da Avenida Odair Pacheco Pedroso, para a elevação da ponte próxima ao CT do São Paulo.
Cerca de 55 mil m² serão aplicados ainda este ano, antes da época de chuvas, em ruas de terras e morros e em regiões de risco.

O processo para se ter o produto não é complexo, mas exige o uso de uma usina móvel, que faz a moagem do entulho ou a raspa de asfalto (produto obtido através da fresagem do asfalto, que é feita quando a via recebe uma nova camada de pavimento). É usado um ou outro desses dois materiais na composição. Ainda compõe o asfalto ecológico, pó de pedra, cimento (usado para dar liga) e pneu velho.
A raspa de asfalto usada no trecho experimental foi doada pela concessionária CCR, que destinou toneladas do material para a Prefeitura.

A usina móvel tem capacidade para criar 200 toneladas/hora de pavimento e é de uma empresa contratada pela Prefeitura. Segundo Simões, não é viável comprar uma máquina dessas, pois a capacidade de produção dela é além do necessário para a cidade e seria totalmente deficitária: "Se for para produzir só para Cotia, não tem viabilidade econômica", disse.


Concessão Mista pode dar asfalto a custo zero ao município

Simões sugeriu ao Prefeito Carlão Camargo, que faça uma concessão mista com a iniciativa privada, que possa operar a usina de asfalto de Cotia, produzindo asfalto normal e ecológico.

A Prefeitura teria participação nos lucros, o que faria cobrir os custos da pavimentação feita normalmente no município, que custa aos cofres públicos, cerca de R$ 6 a 7 milhões/ano. A empresa privada exploraria a usina e em contrapartida o asfalto usado na pavimentação de novas ruas e operações tapa-buracos, sairia a custo zero para Cotia.

A meta de produção de asfalto normal para 2011 é de 24 mil toneladas, que já está na programação de obras do município para o ano que vem, disse o secretário.

Fonte: Cotiatododia









 

Pesquisar

























© SITE DA GRANJA. TELEFONE E WHATSAPP 96948-3326 INFO@GRANJAVIANA.COM.BR