TELEFONE E WHATSAPP 96948-3326 | Quem Somos | Anuncie Já | Fale Conosco            
sitedagranja
| booked.net | Newsletter

ASSINE NOSSA
NEWSLETTER

ASSINAR

| Anuncie Aqui
Voltar

07/03/2012

ALL,

Fundada em 1997, a América Latina Logística - ALL possui uma malha de 21 300 km de extensão, que abrange diversos estados brasileiros e algumas regiões da Argentina.


Fundada em 1997, a América Latina Logística - ALL possui uma malha de 21 300 km de extensão, que abrange diversos estados brasileiros e algumas regiões da Argentina. Foi uma das três companhias a assumir os serviços ferroviários no Brasil após o processo de privatização do setor. No entanto, a concessionária tem estado na mídia da região devido a diversos problemas causados ao meio ambiente e ao projeto de duplicação que deverá ocasionar grande impacto ambiental à Reserva do Morro Grande, em Cotia.

Em agosto de 2011, o site cotiatododia publicou uma matéria referente ao abandono de vagões em Caucaia do Alto e capital. Na matéria, o site mostrou o abandono ao longo da linha férrea, que passa pelo município, na região de Caucaia, de dormentes, toneladas de trilhos e restos de ferro, além de dezenas de vagões apodrecendo próximo à estação, e alguns tombados em área de Área de Proteção Permanente (APP), preocupando ambientalistas e moradores da região. Além disso, o resto da carga que ainda existe nos vagões, que dependendo do produto causa mau cheiro e contaminação. A ALL, entretanto, não tem licença ambiental para usar o espaço como pátio de sucata.

Preocupados com os impactos que a obra acima citada, poderá causar a toda a dinâmica ambiental da Região, no dia 16 fevereiro passado, uma comissão de ambientalistas de Cotia protocolou ofício na sede da Sabesp no Bairro de Pinheiros, solicitando audiência com a presidenta da Companhia, Dilma Pena. O objetivo seria de tratar da duplicação da ferrovia que cruza a reserva do Morro Grande, e que é administrada pela Companhia de Saneamento e das possíveis compensações e mitigações que venham a minimizar tais impactos.

Na ocasião, o superintendente do IBAMA de São Paulo, Murilo Reple, informou à comissão, que a Diretoria de Licenciamento do IBAMA de Brasília, responsável pelo licenciamento da obra, se colocou favorável à realização de uma audiência pública e que já solicitou à ALL, que encaminhe a realização da mesma, ressaltando que a cópia do processo de licenciamento, solicitada pela comissão, deve ser retirada em Brasília. Desta forma, a reunião ficou marcada para o dia 7/03, com o IBAMA em Brasília, para acertar os detalhes da Audiência e retirar a cópia do processo da referida obra.

Também de acordo com o cotiatododia, o embate entre ambientalistas de Cotia e a ALL, em relação à duplicação da ferrovia que corta Caucaia do Alto, teve mais um round. Aconteceu mais uma reunião, mas só que desta vez a empresa procurou a prefeitura e não a comissão que vem lutando para que a ALL cumpra as normas e leis exigidas pelos órgãos ambientais. Estiveram reunidos com quatro membros da ALL, o secretário de Meio Ambiente, Rubinho Gurgel, o vice-presidente do Comdar, Wlad Farias e o vereador Giba Marcelino. Entre os assuntos discutidos, Rubinho cobrou da ALL um melhor relacionamento entre a empresa e a população da região de Caucaia. A ALL prometeu interferir e cobrar de seus funcionários esse estreitamento na relação. O vereador Giba comentou sobre a reunião: "Não podemos baixar a guarda, enquanto eles não assumirem o compromisso de atender as nossas reivindicações mínimas. Parece que vão ceder em alguma coisa, mas prefiro esperar a próxima reunião".

No entanto, até hoje, dia 7 de março, não há nenhuma novidade em relação à audiência pública. Foi marcada outra reunião para a semana que vem, para discutir a data da audiência. Nesta audiência a ALL tentará explicar à população, os vários problemas que causa, principalmente no trecho que envolve Cotia, como atropelamentos de pessoas, desrespeito ao meio ambiente e falta de sinalização, entre outros temas.

Enquanto isso, aguardamos o resultado da reunião entre a comissão de ambientalistas que está, hoje, dia 7, no Ibama, em Brasília, para ver a real situação dos licenciamentos que a ALL diz ter para a duplicação da ferrovia que liga o interior de São Paulo à cidade de Santos.

Por: Angela Miranda
Fotos: Fernando Almeida








 

Pesquisar




X















© SITE DA GRANJA. TELEFONE E WHATSAPP 96948-3326 INFO@GRANJAVIANA.COM.BR