Fone: (11) 4617-3641 | Quem Somos | Anuncie Já | Fale Conosco            
sitedagranja
| booked.net | Newsletter

ASSINE NOSSA
NEWSLETTER

ASSINAR

| Anuncie Aqui
Voltar

12/09/2012

A democracia

Em plena época em que o julgamento do mensalão e as eleições municipais tomam conta das principais páginas da mídia nacional, o MDGV - Movimento de Defesa da Granja Viana traz para o debate a diretora de uma organização do Terceiro Setor que trabalha justamente no combate à corrupção e na fiscalização de gastos públicos.


Em plena época em que o julgamento do mensalão e as eleições municipais tomam conta das principais páginas da mídia nacional, o MDGV - Movimento de Defesa da Granja Viana traz para o debate a diretora de uma organização do Terceiro Setor que trabalha justamente no combate à corrupção e na fiscalização de gastos públicos.

Lizete Verillo, desde 2002, representa a Amarribo Brasil , Oscip - Organização da Sociedade Civil de Interesse Público, com sede em Ribeirão Bonito, no interior do Estado.

Psicóloga com pós-graduação em Administração Organizacional e MBA em Gestão de Negócios, ela sabe muito bem o quanto a participação do cidadão é fundamental para que o País cresça de maneira transparente e sem desvios. E é justamente sobre essa participação que ela falará no dia 17 de setembro, das 19h30 às 22h30 no Espaço UlaBiná.

"Vamos analisar os avanços democráticos e refletir sobre como os moradores de Cotia e de Carapicúba têm usado as ferramentas que a democracia proporciona em benefício desses dois municípios", adiantou Lizete para o Site da Granja.

Denúncias e fiscalização
Sobre a dificuldade em fiscalizar a administração pública, Lizete lembra o desconhecimento das pessoas em relação às ferramentas disponíveis e também o medo, já que o nepotismo e as ameaças ainda existem em boa parte do País. A lentidão da Justiça e a impunidade também são considerados por ela fatores que desestimulam a população a fazer uma denúncia ou tomar alguma providência oficial quando deparam com alguma irregularidade.

Sobre as ferramentas, Lizete enfatiza as denúncias no Ministério Público (MP) como uma das armas mais eficazes que a população tem disponível. E coloca as ONGs como parceiras do cidadão na operacionalização das denúncias. "É muito importante que, juntamente com a denúncia, venham provas - caso elas existam - pois isso agiliza muito a investigação do MP. E quando há provas as denúncias podem ser anônimas. No caso de tentativa de compra de votos ou abusos do poder econômico, o disque-denúncia é a melhor opção.

Sobre a Amarribo
Criada em 1999 a partir da reunião de moradores de Ribeirão Bonito, a Amarribo nasceu com a proposta de se dedicar a projetos sociais.

O avanço dos trabalhos e o trâmite no meio público para a viabilização dos projetos trouxe logo ao grupo um novo tema ao qual precisariam dedicar pelo menos parte do seu tempo: a corrupção nos órgãos públicos.

A partir de então um dos braços da organização passou a ser o tema. Depois de muitas investigações, denúncias, entre outras ações a Amarribo passou a ser uma rede com mais de 200 organizações afiliadas. O sucesso fez com que essa Oscip esteja hoje sendo credenciada pela Transparência Internacional como sua representante no Brasil.

Mais informações: www.amarribo.org.br

Serviço:
Tema: "O avanço do controle social no Brasil e a importância da participação cidadã"
Palestrante: Lizete Verillo
Dia: 17 de setembro
Horário: das 19h30 às 22h30
Local: Espaço UlaBiná / Ser Afim. Av. São Camilo, 288 - Cotia.








 

Pesquisar



















© SITE DA GRANJA. TELEFONE E WHATSAPP 96948-3326 INFO@GRANJAVIANA.COM.BR