Fone: (11) 4617-3641 | Quem Somos | Anuncie Já | Fale Conosco            
sitedagranja
| booked.net | Newsletter

ASSINE NOSSA
NEWSLETTER

ASSINAR

| Anuncie Aqui

TV Jardim

09/09/2005

Chablis


Este final de semana estava apreciando um queijo gorgonzola com um Petit Chablis 2003, do produtor Domaine Bernard Defaix. Eu adoro Chablis e acho que este vinho tem uma característica bem singular dos outros Chardonnays existentes na Borgonha ou nas regiões do Novo Mundo. Vale colocar que adoro os Chardonnays da Borgonha – Berço desta uva e do Novo Mundo também. Cada região com o seu tipo de Chardonnay.

Primeiramente queria ressaltar que todos os Chablis são feitos com a uva Chardonnay, também conhecida como a “Rainha das Uvas Brancas”. A Chardonnay é uma uva bastante versátil, adaptando-se muito bem às várias regiões produtoras do mundo todo, daí ser possível encontrar vinhos brancos muito interessantes produzidos com esta cepa. Por esses e outros motivos, é tida como a contrapartida branca de outra soberana, a tinta bordalesa Cabernet Sauvignon.

Chablis - É a região mais setentrional da Borgonha, 160 km ao norte de Beaune, bem próxima de Paris e da Champagne. É surpreendente que um vinhedo sujeito a temperaturas tão baixas e condições climáticas tão adversas possa dar um vinho de tão boa qualidade. O segredo é sua geologia: o afloramento da camada superior de uma grande área submersa de calcáreo, fruto de um acúmulo de conchas de ostras que remontam à pré-história. Como se vê, a combinação clássica Chablis-ostras tem uma origem mais longínqua e insuspeitada do que se poderia imaginar.

O Chablis é um vinho duro, mas não áspero, que nos faz recordar minerais e pedras, ao mesmo tempo em que se associa ao feno verde. Um Chablis Grand Cru tem grande personalidade, é austero, longo, envelhece bem e vai ganhando um leve e delicioso amargor com a idade, perdendo aos poucos seus reflexos verdes, uma de suas marcas registradas.

O Chablis divide-se em 4 grupos: os Grands Crus, mais ricos em sabor, originários de uma região mais ao sul e a oeste, que rodeia o rio e o pequeno povoado de Chablis. São vinhos que alcançam notável complexidade com a idade. O Les Clos e o Vaudésir são os melhores. Os Premiers Crus vêm logo a seguir, sendo menos intensos em aroma e sabor do que os primeiros, e com teor alcoólico mais baixo.Ainda assim, são muito bons. Seguem-se o Chablis comum e o Petit Chablis.

Um grande abraço e espero que degustem bons Chablis.


Veja mais

Vinho branco no verão
Manoel Beato – O Sommelier do momento
Feliz 2006
Novidades do mundo do vinho 2
Brasil e a safra de 2005
Panettone e Sauternes – Casamento Perfeito
Personalidade do Mundo do Vinho - Paul Hobbs
Novidades do mundo do vinho
Um vinho e um lugar
Pratos japoneses e vinhos
Personalidade do MUNDO do VINHO
Dicas do mês
Festival do morango e do vinho
Churrasco e Vinho
Lenda do Gallo Nero
Lendas do Vinho parte I
Vinho biodinâmico, natural e orgânico
Diferença entre espumantes
Guia de Vinhos
Degustação Gula - Sicília

 




Pesquisar



















© SITE DA GRANJA. TELEFONE E WHATSAPP 96948-3326 INFO@GRANJAVIANA.COM.BR