Fone: (11) 4617-3641 | Quem Somos | Anuncie Já | Fale Conosco            
sitedagranja
| booked.net | Newsletter

ASSINE NOSSA
NEWSLETTER

ASSINAR

| Anuncie Aqui

Quarto Caminho

14/02/2018

A origem de nossos medos


O maior de todos os medos é o medo da morte, o medo da extinção.
Quando o sopro abandona o boneco de barro, temos a ilusão de que a vida acabou. Acreditamos que é o boneco de barro que tem vida e não percebemos que é o sopro divino que dá vida a ele. Tal é a origem de nossos medos.

O corpo humano é uma joia preciosa, pois contém o universo inteiro em sua composição; ele existe para abrigar os mistérios; inteligências e energias inimagináveis atuam através dele. Mas seu tempo de duração é curto.

A respiração, os órgãos dos sentidos, os pensamentos, as emoções, as sensações estão conectados ao corpo físico, confirmando a impressão equivocada de que somos de carne e osso.

A mortalidade, a fragilidade desse corpo determina a existência humana sobre a terra.
Existe algum medo que não esteja direta ou indiretamente relacionado com a vida do corpo físico? Vejamos:

- Doenças, acidentes, envelhecimento, pobreza, morte.
- Moradias, alimentos, bebidas, transportes, viagens.
- Trabalho, dinheiro, sustento, comércio, consumo.
- Amores, sexo, relacionamentos, união, separação.
- Gravidez, nascimento, filhos, família.
- Juventude, beleza, atração sexual.
- Riqueza, poder, sucesso, status social.

O invólucro que reveste nossa verdadeira identidade impede que percebamos a realidade dentro de nós. Passamos uma vida nos relacionando através da aparência. É o drama humano, a grande ilusão. Assistimos todos os dias a crianças nascendo e crescendo, jovens cheios de sonhos e vigor, adultos confiantes em suas habilidades e em seu futuro, velhos de bengala e cadeira de rodas com olhares tristes, pessoas doentes muito assustadas, falecimentos, velórios, enterros... E, mesmo assim, continuamos investindo tudo em nossa forma física, acreditando que nunca iremos desaparecer.

Chegamos, finalmente, ao âmago da questão: o que permanece quando o corpo físico desaparece?

A busca por uma verdadeira compreensão trará um novo sentido para a nossa aventura na terra. A resposta a esta questão é a estrela-guia da Alma em sua viagem de retorno.

O eclipse da lua é um fenômeno passageiro, pois o Sol ? aparentemente invisível neste momento – continua sua missão divina emanando luz, calor e vida.

Carmem Carvalho e Marian Bleier


Veja mais

O milagre de viver
O milagre de viver
O Tempo e a Eternidade
O silêncio e a imobilidade
As Asas Invisíveis
Diálogos do entardecer
O fluir dos dias
Eu e os outros
Uma visão sem limites
Os ingredientes certos
Ser Descolado
O poder da Atenção
A linguagem do coração
Alma Imigrante
O Quarto Caminho e a Compreensão
GURDJIEFF – Um Mestre do Quarto Caminho

 


Grupo Gurdjieff da Granja - GGGranja

No Espaço Ulabiná, toda quarta-feira, das 19h00 às 20h30, o Grupo se reúne para vivenciar os Ensinamentos de Gurdjieff, o grande mestre espiritual, com Marian Bleier e Carmem Carvalho. Os interessados podem comunicar-se através do

grupogurdjieffdagranja@uol.com.br

Pesquisar





















© SITE DA GRANJA. TELEFONE E WHATSAPP 96948-3326 INFO@GRANJAVIANA.COM.BR