TELEFONE E WHATSAPP 96948-3326 | Quem Somos | Anuncie Já | Fale Conosco            
sitedagranja
| booked.net | Newsletter

ASSINE NOSSA
NEWSLETTER

ASSINAR

| Anuncie Aqui

Paia...Assada Voltar

09/09/2005

O bom administrador de fazenda


Pra quem não sabe, aqui vai uma explicaçãozinha do que é um administrador de fazenda. É aquele homem de confiança do dono da fazenda que entende de tudo nesse ramo: sabe lidar com plantações, criação de gado, cavalo, galinha etc, e tal. E, enquanto o fazendeiro curte a vida na cidade ou executa outros afazeres por lá, o administrador segue tocando a vida da fazenda. É uma responsabilidade muito grande, essa.
De vez em quando o fazendeiro aparece pra dar uma geral. Ver se está tudo em ordem, se a colheita foi boa, etc.
No causo em questão, o fazendeiro tinha arranjado um novo administrador e havia lhe recomendado o seguinte:
FAZENDEIRO - Sêo Antônio. Como o senhor sabe, a minha fazenda é cortada por uma estrada de ferro, onde sempre está passando trem. A recomendação que faço é para que o senhor esteja sempre atento para que o tal trem não mate nenhuma cabeça de gado ou qualquer criação. Quando ele passar, o senhor já deverá ter recolhido para o curral todos os animais para depois solá-los no pasto de novo. Entendeu?
CAIPIRA – Sim, sinhô. Pode dexá, que esse tar de trem aí, que eu nem cunheço ainda, num há de mata nenhum animar do sinhô.
Vale esclarecer aqui que esse administrador não tinha nenhuma prática desse trabalho. Era sua estréia nessa função. O fazendeiro estava testando o dito cujo, porque o antigo administrador tinha abandonado o emprego.
Pois bem. Feitas as recomendações, o dono da fazenda da volta pra cidade para somente retornar à propriedade um mês depois. Pra seu espanto, haviam morrido umas dez cabeças de gado, vitimadas pelo mardito trem.
FAZENDEIRO (bravo) – Mas eu não lhe avisei, sêo Antônio, que era pra tomar cuidado com o trem, para que ele não matasse nenhum animal? Como o senhor deixou que isso acontecesse???
CAIPIRA (justifica, na lógica dele) – Óia aqui, sêo Coroné! O trem matô déis cabeça, num é ? Mas eu lhe digo que o sinhô teve até sorte. Sabe por quê? O tar trem veio de frente...de cumprido.Se ele tivesse anssim de lado... de banda, tinha matado a boiada inteira...
Naturalmente o fazendeiro virou-se e escapuliu dali depressa... sem mais assunto.


Veja mais

Fordinho 29
Caipira não se aperta!
O Cotuba e suas tiradas
Um causo de viajante
Era um barbeiro pra lá de bom
Pito do Inquilino
Êta caboclo unha de fome
Nos tempos do cangaço (eu disse can-ga-ço)
Ligações que custaram caro
A galinha americana
O que é que ocê me diz, cumpadi II
O Tédio
Carro de Boi
Oração Gaúcha
Brinquedo de escondê
Confissão de Caboco*
Balada Negra*
Chico Beleza*
A Flor do Maracujá*
Estradas*

 


Rolando Boldrin

Rolando Boldrin

Conta causos fazendo a gente saborear o modo gostoso de uma boa prosa.

ATENÇÃO!
SR. BRASIL, programa de Rolando Boldrin
TV Cultura: Sábados 19:00 h / Domingos 10:00 h

Pesquisar




X















© SITE DA GRANJA. TELEFONE E WHATSAPP 96948-3326 INFO@GRANJAVIANA.COM.BR