por Dr. Giovanni PereiraExercício e hipertensão

Esqueça a ideia de que médico do esporte é apenas para atletas. Médico do esporte atende a todos, principalmente as pessoas que não são atletas, gostam de atividade física e que querem uma vida mais saudável. E, para isso, não há como não falar sobre a hipertensão.

A hipertensão ou pressão alta é o diagnóstico primário mais comum e um grande problema de saúde pública. É um dos principais fatores de risco potencialmente modificáveis para doença cardiovascular e morte. Tem maior probabilidade de se desenvolver em pessoas fisicamente inativas, com sobrepeso ou que consomem excesso de sal e/ou álcool. Dessa maneira, esforços para redução da pressão arterial resultariam em uma redução importante no número de mortes.

Uma “ferramenta” fundamental e, na maioria dos casos, inicial, para reduzir a PA e o risco cardiovascular, é a modificação do estilo de vida (incluindo atividade física regular, redução de peso, redução do consumo de álcool, cessação do tabagismo e modificação da dieta).

Mas as questões mais importante são: quanto de exercício e qual exercício é melhor? Essas perguntas não têm uma resposta exata. O que podemos dizer é que quanto maior a intensidade e a quantidade de atividade física que uma pessoa fizer, menor será a risco de desenvolver pressão alta.

Os exercícios regulares vão proporcionar alterações duradouras e benéficas a todos os indivíduos. Algumas delas: diminuição na PA abaixo do nível basal que persiste por até 24 horas após o exercício; diminuição de aproximadamente 3mmHg na PA de repouso como resultado de treinamento progressivo.

Quanto ao tipo da atividade podemos dizer que aquela que for mais confortável vai exercer benefícios que irão reduzir os níveis pressóricos de repouso.

A frequência indicada para os exercícios é que seja diária. Mas de 3 a 5dias/semana já são efetivos em reduzir a pressão. Aqueles que buscam perda de peso devem se exercitar praticamente todos os dias. A intensidade da atividade física mais indicada é a moderada, com duração de 30 minutos ou mais de exercícios contínuos ou intermitentes. Nestes últimos, são necessárias séries de pelo menos 10 minutos, totalizando 30-60min/dia.

Dito isso, todos vocês sabem por onde começar, mas não esqueçam que antes de sair correndo, pedalando, nadando, procure um médico do esporte, faça uma avaliação criteriosa e pratique seu exercício de maneira tranquila e segura.



Os artigos e reportagens, quando assinados, não refletem necessariamente a opinião do Site da Granja e são de inteira responsabilidade de seus autores.


  • Comentários (0)
  • Comente aqui
  • Indicar para amigo(a)
  • Imprimir
Nenhum comentário.

Preencha os campos abaixo:

Nome:
E-mail:  Exibir e-mail
Título:
Comentário: 
Seu comentário sobre essa matéria, será avaliado
e publicado no prazo máximo de 48 horas.
XOC   

Indique esta notícia a um(a) Amigo(a):

Seu Nome:
Seu E-mail:
Nome Amigo(a):
E-mail Amigo(a): 

Medicina Esportiva - Dr. Giovanni Pereira

Dr. Giovanni Pereira

MÉDICO DO ESPORTE  CRM/SP 149771
Médico pela pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Médico do exercício e do esporte pela FMUSP
Pós graduado em biomecânica e fisiologia do exercício pela FMUSP
Pós graduando em termografia médica na FMUSP

E-mail: drgiovanni@medsatis.com.br



Todos os direitos de reprodução e representação reservados.

newsletteranuncie

Receba nosso informativo semanal

Arquivo

  • Exercício e hipertensão
  • Prepare-se para correr com segurança
  • Crossfit é para você?