por Grupo Gurdjieff da Granja - GGGranjaA linguagem do coração

A mente se expressa por palavras e imagens. O coração, não. Ele sente. Compreender sua linguagem é fundamental. Mas não é uma tarefa fácil, porque exige de nós um verdadeiro interesse, com respeito, paciência e aceitação. Para ouvir a voz do coração − uma comunicação tão única e especial − precisamos nos afastar do barulho e da agitação incessantes da vida diária.

Convidamos você a esquecer (por algum tempo) tudo o que chama de eu, meu, minha vida, e se dispor a sentir o coração. Nesse momento, o vai e vem da respiração pode ficar mais evidente, tantas coisas podem ir se revelando, como véus sendo retirados com doçura. Podemos escolher ficar deitados ou sentados, ou até mesmo de pé: imóveis, quietos, silenciosos.

Precisamos apenas de quietude para sentir o coração, aceitar o que vier dele. No começo, podem aflorar lágrimas aos olhos, você pode desejar fugir, deixar para outro dia. Nosso coração não confia em nós, pois na maior parte da vida ele foi ignorado ou reprimido, não foi consultado sobre nossos verdadeiros sentimentos antes de tomarmos decisões. E o que é pior, vivemos justificando e mentindo para ele o tempo todo.

A mente precisa dele para agir no mundo com inteligência, simpatia, graça e beleza. Quando você assiste a um filme ou espetáculo teatral realizado apenas com ideias, sem a participação do sentimento, se sente entediado, distraído, irritado. Quando, misteriosamente, uma obra de arte alcança uma sintonia entre a mente e o coração, não vemos o tempo passar de tão envolvidos.

Você se lembra de quando esteve apaixonado? Podia ficar contemplando o ser amado horas a fio, sem nenhum cansaço; os momentos de silêncio eram muito agradáveis porque tudo fazia sentido, existia um encanto em cada coisa, em cada lugar. Porque todo o seu ser ansiava pelo encontro, pela união. Nesse estado abençoado, todas as partes de nosso ser se integram milagrosamente.

Quando a cabeça e o coração estão de acordo temos uma força de ação poderosa, uma sensação de solidez e um sentimento de confiança e coragem que nos conduzem pelo mundo com muito mais lucidez e inteligência. A harmonia entre eles é fundamental para uma vida saudável e feliz.

Carmem Carvalho e Marian Bleier
GGGranja - Grupo Gurdjieff da Granja



Os artigos e reportagens, quando assinados, não refletem necessariamente a opinião do Site da Granja e são de inteira responsabilidade de seus autores.


  • Comentários (0)
  • Comente aqui
  • Indicar para amigo(a)
  • Imprimir
Nenhum comentário.

Preencha os campos abaixo:

Nome:
E-mail:  Exibir e-mail
Título:
Comentário: 
Seu comentário sobre essa matéria, será avaliado
e publicado no prazo máximo de 48 horas.
DZS   

Indique esta notícia a um(a) Amigo(a):

Seu Nome:
Seu E-mail:
Nome Amigo(a):
E-mail Amigo(a): 

O Quarto Caminho - Grupo Gurdjieff da Granja - GGGranja

Grupo Gurdjieff da Granja - GGGranja

No Espaço Ulabiná, toda quarta-feira, das 19h00 às 20h30, o Grupo se reúne para vivenciar os Ensinamentos de Gurdjieff, o grande mestre espiritual, com Marian Bleier e Carmem Carvalho. Os interessados podem comunicar-se através do e-mail

E-mail: grupogurdjieffdagranja@uol.com.br



Todos os direitos de reprodução e representação reservados.

newsletteranuncie

Receba nosso informativo semanal

Arquivo

  • A linguagem do coração
  • Alma Imigrante
  • O Quarto Caminho e a Compreensão
  • GURDJIEFF – Um Mestre do Quarto Caminho